Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Janaina Paschoal compara buscas a Carlos Wizard com o caso de Lázaro

A deputada estadual de São Paulo questionou o que Carlos Wizard fez para "ser buscado como Lázaro", maníaco foragido há 13 dias

atualizado 21/06/2021 14:09

Janaina PaschoalReprodução/Agência Senado

A deputada estadual de São Paulo Janaina Paschoal (PSL) criticou a CPI da Covid por insistir em ouvir o empresário Carlos Wizard, ao comparar o caso com o de Lázaro Barbosa, 32 anos, serial killer foragido há 13 dias.

Na última sexta-feira (18/6), o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a condução coercitiva do empresário para prestar depoimento na CPI. Ele é apontado como integrante do gabinete paralelo suspeito de aconselhar o governo federal.

Enquanto isso, a aproximadamente 100 km de Brasília, uma megaoperação com 270 policiais se concentra nas buscas por Lázaro, autor do homicídio de quatro pessoas de uma mesma família, em Ceilândia, no DF.

“Gostaria de saber o que Carlos Wizard fez, para ser buscado como Lázaro? Qual a acusação? Quais os indícios?”, disse Janaina, em publicação no Twitter, nesta segunda-feira (21/6).

Veja o post:

Janaina Paschoal compara caso de Carlos Wizard ao de Lázaro
Janaina Paschoal compara caso de Carlos Wizard ao de Lázaro

O depoimento de Wizard estava marcado para a última quinta-feira (17/6), mas o empresário não compareceu. Em razão disso, a CPI pediu, e a Justiça autorizou a retenção do passaporte dele.

Últimas notícias
Mais lidas