Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Ibaneis prevê vacinar idosos a partir de 70 anos ainda em março

Estimativa do governador Ibaneis considera a expectativa de envio dos lotes de vacinas pelo governo federal. Mais categorias serão incluídas

atualizado 02/03/2021 14:11

Governador do Distrito Federal, Ibaneis RochaHugo Barreto/Metrópoles

Com a expectativa de receber novas doses de vacina contra a Covid-19, o governador Ibaneis Rocha (MDB) prevê ampliar a imunização, ainda em março, para pessoas a partir de 70 anos e algumas categorias de servidores que não puderam parar as atividades durante a pandemia.

“Se vier o lote que está sendo prometido pelo governo federal dos 30 milhões de doses, uma parte disso vem para o DF e vamos ter condições de vacinar, ainda em março, as pessoas a partir de 70 anos”, disse Ibaneis à coluna Grande Angular, nesta terça-feira (2/3).

O governador orientou sua equipe a fazer um levantamento dos grupos com maior risco e que podem ser contemplados nas próximas fases da imunização, como agentes socioeducativos, conselheiros tutelares, assistentes sociais, servidores do DF Legal e pacientes que fazem hemodiálise.

Segundo o calendário nacional de entrega da Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac, 21 milhões de doses devem ser enviadas ao Ministério da Saúde neste mês. A pasta é a responsável por distribuir os imunizantes às unidades da Federação.

O Distrito Federal já recebeu 240.060 unidades, das quais 173.560 são Coronavac e 66,5 mil são Covishield, da AstraZeneca. Até a última segunda-feira (1º/3), a primeira dose havia sido aplicada em 138.270 pessoas e 49.251 haviam recebido o reforço.

Por enquanto, tiveram acesso ao imunizante: servidores da rede pública de saúde, profissionais de hospitais particulares, pessoas com deficiência, povos indígenas aldeados, resgatistas do Corpo de Bombeiros e trabalhadores dos serviços de atenção pré-hospitalar.

Pacientes em home care, idosos com mais de 60 anos residentes em instituições de longa permanência e pessoas a partir de 76 anos, mediante agendamento, também podem receber as doses.

Últimas notícias