Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Ibaneis diz que eleições de 2022 no DF terão “pouca polarização”

Em análise sobre a disputa eleitoral que se aproxima, o governador Ibaneis Rocha disse que o cenário nacional não deve se reproduzir no DF

atualizado 01/01/2022 13:22

Homem de vermelhoRafaela Felicciano/Metrópoles

Em entrevista ao Metrópoles na qual fez um balanço do Governo do Distrito Federal e falou dos planos para 2022, o governador Ibaneis Rocha (MDB) também avaliou o cenário para as eleições. Ibaneis acredita que o DF não terá uma disputa polarizada como provavelmente acontecerá no âmbito nacional, com possíveis candidaturas de Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT).

“Acho que teremos pouca polarização de esquerda e de direita. Não vamos ter a reprodução do cenário nacional no DF. Até porque os partidos de esquerda ainda estão à procura de candidato. Só ouvi falar da Rosilene, do Sinpro [Sindicato dos Professores no Distrito Federal]”, disse.

Ibaneis e Flávia Arruda terminam 2021 juntinhos em prenúncio para 2022

Ibaneis se colocou como candidato à reeleição e reafirmou que a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL), será a candidata a senadora de sua chapa. “Há vários meses a gente vem tratando do assunto e é a vontade dela de ser senadora. Ela tem todas as condições de se eleger”, assinalou.

Confira o trecho em que Ibaneis fala das eleições de 2022:

0

Questionado se dará palanque para Bolsonaro em Brasília, Ibaneis disse que seu partido tem como pré-candidata Simone Tebet. Nesse sentido, ela deve apoiá-la pelo menos no 1º turno: “Fidelidade partidária”.

“Também gosto do estilo dela. É uma mulher de fibra, estudada e que passou por diversos cargos na vida pública. Não podemos negar que pode ser uma grande surpresa nessas eleições”, afirmou.

Assista à íntegra da entrevista de Ibaneis Rocha ao Metrópoles:

Mais lidas
Últimas notícias