Lewandowski ganhou, mas cá entre nós, o melhor do mundo é Mbappé

Quem torceu por Messi precisa lembrar que em 2021 ele não fez nada para merecer. Só ganhou a moribunda Copa América disputada no Brasil

atualizado 17/01/2022 16:58

Robert Lewandowskilexander Hassenstein/Getty Images

Robert Lewandowski ganhou pela segunda vez o prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa. Fizeram justiça, porque houve uma revolta no mundo do futebol quando entregaram a Messi, em novembro do ano passado, a Bola de Ouro da revista France Football.

0

Esse prêmio está ficando desmoralizado porque estão esquecendo de dar méritos a quem realmente merece. Só ganha aqueles que são da “patota”. O melhor jogador do mundo na atualidade (e acho que isso é quase inquestionável) é o francês Mbappé.

O moleque tá voando no PSG. O Real Madrid e o Barça seriam capazes de vender até os seus estádios para comprá-lo. Neste momento, não tem Messi, Salah, Lewandowski, Cristiano Ronaldo, Neymar, não tem ninguém.

Mas foi um avanço ver que Lionel Messi não ficou com o prêmio. O que Messi fez em 2021, a não ser disputar (sem ser exatamente brilhante e decisivo) uma Copa América meia-boca?

Aquela Copa América moribunda, é bom lembrar, nem deveria ter sido realizada. A Colômbia e a Argentina desistiram de sediar o torneio. O Brasil aceitou por conta da insanidade dos seus governantes.

Mais da metade do ano Messi estava afundando junto com o Barcelona na Champions League. Em agosto mudou-se para o PSG e nos seis primeiros meses fez apenas seis gols e deu cinco assistências. Compare com o primeiro semestre de Neymar em Paris e veja a diferença: 17 gols e 12 assistências.

Robert Lewandowski, o polonês que faz muitos gols pelo Bayern de Munique, é aquele 9 clássico e matador. Tecnicamente não chega perto de Mbappé, mas já é um bom sinal ver a Fifa começar a acabar com a velha patotinha.

Todos os ganhadores 

1991 – Lothar Matthäus (Alemanha)

1992 – Marco Van Basten (Alemanha)

1993 – Roberto Baggio (Itália)

1994 – Romário (Brasil)

1995 – George Weah (Libéria)

1996 – Ronaldo (Brasil)

1997 – Ronaldo (Brasil)

1998 – Zinedine Zidane (França)

1999 – Rivaldo (Brasil)

2000 – Zinedine Zidane (França)

2001 – Luís Figo (Portugal)

2002 – Ronaldo (Brasil)

2003 – Zinedine Zidane (França)

2004 – Ronaldinho Gaúcho (Brasil)

2005 – Ronaldinho Gaúcho (Brasil)

2006- Fabio Cannavaro (Itália)

2007 – Kaká (Brasil)

2008 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

2009 – Lionel Messi (Argentina)

2010 – Lionel Messi (Argentina)

2011 – Lionel Messi (Argentina)

2012 – Lionel Messi (Argentina)

2013 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

2014 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

2015 – Lionel Messi (Argentina)

2016 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

2017 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

2018 – Luka Modric (Croácia)

2019 – Lionel Messi (Argentina)

2020 – Robert Lewandowski (Polônia)

2021 – Robert Lewandowski (Polônia)

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias