Copa do Brasil: SBT tenta “atravessar” acordo da Globo com a CBF

As negociações já estão bem avançadas e o torneio deve mesmo permanecer na emissora do “plim plim” em 2023

atualizado 17/08/2022 13:39

Gilvan de Souza/Flamengo

A CBF está concluindo negociações para ceder os direitos de exibição da Copa do Brasil, a partir de 2023, num formato que exige a presença da Amazon Prime como co-responsável pelas transmissões.

Por enquanto, fala-se em valores que podem chegar a R$ 600 milhões para a TV aberta pagar, mas depende ainda do que a Amazon viabilizar de venda de assinaturas. Estão na disputa, além da Globo – atual detentora dos direitos – SBT, Live Mode e IMG. No caso específico do SBT, há um grande interesse em conquistar os direitos.

A emissora de Sílvio Santos ainda não assimilou o golpe de ter perdido para a Globo os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América. O projeto de esportes do SBT ficou seriamente comprometido com esse desfalque no seu portfólio.

Na tentativa de aproximação com a CBF, esta semana uma comitiva do SBT foi recebida pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, na sede da entidade, no Rio de Janeiro. Lá estiveram o vice, José Roberto Maciel; o diretor-geral de esportes, Luciano Callegari Jr.; Vladimir Melo – diretor executivo da TV e Rádio Jornal, e Fred Müller, diretor Nacional de Vendas. O assunto Copa do Brasil, evidentemente, entrou na pauta.

Mas dificilmente o SBT conseguirá cobrir a proposta que a Globo está oferecendo à CBF. Esses números atingem patamares de meio bilhão de reais, podendo, é claro, chegar aos R$ 600 mil pretendidos pela CBF.

O presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, deve bater o martelo a qualquer momento.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Últimas notícias