As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

Petisco para adestramento de cães: como escolher?

O petisco é uma ferramenta útil para condicionar o cão a alguma atividade ou comportamento, logo, o tutor deve escolher corretamente

atualizado 18/02/2020 18:35

Reprodução/PortalDoDog

O petisco ideal para adestramento é um assunto muito presente entre os tutores que estão na fase inicial do treinamento dos cães, uma vez que o processo é lento e deve sempre ser feito da forma correta. No entanto, o petisco é uma das ferramentas mais úteis para condicionar o cão a alguma atividade ou comportamento, logo, o tutor deve escolher corretamente para ajudar no processo e zelar pela saúde do animal.

Há muitas questões e critérios que precisam ser levados em consideração na hora de escolher o produto. Não é somente a marca ou composição do alimento que precisam ser observados. O que irá ou não condicionar o seu cão para um comportamento mais equilibrado e “correto” não é o petisco em si. Mas sim a qualidade do processo de adestramento. Entender tudo sobre a raça e a forma de lidar com ela é o ponto principal. Por isso, atente-se para os pontos abaixo e compre um petisco que esteja de acordo com o seu cão:

1 – Veja se o cão tem pré-disposição para engordar

Cachorros com pré-disposição para engordar precisam de alimentos equilibrados. Se o seu cachorro é ou já foi obeso, é importante atentar-se para uma alimentação balanceada em todas as refeições. E nisto inclui-se os petiscos para adestramento. Se você estiver buscando encontrar o melhor, este é o primeiro critério a ser observado. Ou seja, busque aqueles que tenham baixo teor calórico.

O importante em um processo de adequação comportamental é fazer o cão ter desejo pelo petisco. E para isto é fundamental que o alimento seja balanceado. Assim você estará unindo o útil ao agradável.

2 – Problemas no estômago ou disfunções renais

Se o quadro de saúde do cão já tiver algum tipo de diagnóstico para disfunções renais ou no estômago, é importante adquirir os petiscos corretos. Neste caso em específico você precisa tomar alguns cuidados. Por exemplo, evite comprar petiscos com excessos de corantes e sódio. Eles podem ser muito tóxicos a longo prazo para a digestão do animal.

Os temperos também precisam ser equilibrados e nunca produzidos com algum ingrediente que seja tóxico para o cão. Para saber tudo sobre determinada marca, sempre leia a embalagem e faça a comparação com o que o seu cachorro pode ou não consumir. Visite regularmente um profissional de nutrição canina e entenda mais sobre o seu pet.

Leia a matéria completa no Portal do Dog.

Mais lidas
Últimas notícias