As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

5 atividades divertidas e ao ar livre para fazer com cães em Brasília

Comportamento dos animais também é afetado pelo isolamento social. Atividades divertidas e ao ar livre podem resgatar bem-estar dos pets

atualizado 07/06/2021 16:44

@ondasupdog/Imagem cedida ao Metrópoles

Os animais de estimação têm ajudado as pessoas a enfrentar a pandemia de coronavírus, mas não estão isentos de sentir os impactos do isolamento social. Segundo a veterinária comportamental Nayara Brea, os pets sofrem com a rotina alterada e podem apresentar variações de humor.

“Os animais, sobretudo os que vivem em apartamentos, sentem a diminuição dos passeios e podem apresentar excesso de lambeduras e latidos, ansiedade, extrema dependência do tutor e até crises de choro”, alerta.

0

Por isso, é interessante os donos praticarem exercícios com os bichinhos dentro de casa e fazerem uma atividade diferente com eles ao menos uma vez por semana, de preferência ao ar livre para evitar a disseminação do coronavírus. Mas, atenção: ao fim do passeio, os especialistas recomendam dar um banho no animal. Apesar de casos da doença serem extremamente raros em pets, o vírus pode ficar alojado no pelo deles — problema resolvido com uma boa chuveirada.

Com o objetivo de destacar passeios diferentes em Brasília para renovar o bem-estar do seu animal, o Metrópoles criou a lista a seguir.

Opções vão de stand up paddle a clube. Confira e boa diversão!

Dogin Club

O clube de pets permite que os peludos corram, interajam com outros animais, nadem, brinquem em piscina de bolinhas e até se esbaldem em tanques de lama. Situado em Brazlândia, o espaço amplo e arejado aceita todos os tipos de animais de estimação, desde que estejam acompanhados dos donos.

Para entrar, é preciso apresentar a carteira de vacinação do animal. Os tutores ainda são orientados a levar protetor solar, repelente e máscara de proteção facial, além de ração, toalha e shampoo para limpar o bichinho assim que o passeio terminar.

Aberto aos sábados e domingos, das 9h às 17h, o local ainda possui lanchonete para os “pais de pet” e é agradável para toda a família.

O investimento é de R$ 15 por pessoa e R$ 10 por animal. As visitas acontecem mediante agendamento. Para mais informações, acesse o site do clube ou ligue (61) 98316-3296.

Stand up paddle

Que tal praticar stand up paddle, ou remo em pé, com o seu bichinho nas águas do Lago Paranoá? O empreendedor Tiago Souza e Onda, cadela dele da raça pastor belga malinois, são fãs dessa modalidade esportiva.

“Comecei a remar com a Onda porque sempre fui do stand up paddle e achei que tinha tudo a ver levar a minha cachorra para se exercitar comigo. A modalidade nos permite gastar energia juntos e fortalece a nossa relação. Fora que ela é um peso em movimento na prancha que me ajuda a aprimorar as minhas habilidades de remador”, declara Tiago, proprietário da escola e loja de aluguel de equipamentos para paddle OndaSup Club, no Ascade.

Ele revela, no entanto, que os interessados em praticar esportes aquáticos com animais devem ter cuidados redobrados. “Por isso, inclusive, estou prestes a inaugurar a SUP Dog, uma escola de stand up paddle para cães e tutores. O projeto será em parceria com o Canicross BsB [conheça a iniciativa abaixo] e deve sair do papel ainda este ano”, adianta Tiago.

O empreendedor chegou a criar um perfil na internet para compartilhar cliques de Onda sobre as águas. A cadela tem um colete salva-vidas para chamar de seu (há diversos para pets à venda na internet) e sempre aparece “sorridente” nas fotos.

Para mais informações sobre o SUP Dog, fique de olho no perfil @ondasupclub no Instagram ou entre em contato com Tiago pelo número (61) 99979-1925.

Canicross BsB

Você já ouviu falar em canicross? Trata-se de um esporte de corrida com cães em terreno irregular. Durante a prática dessa modalidade, o tutor e seu melhor amigo estão em total harmonia em busca não apenas de vitórias, mas de muita diversão. À frente de uma escola de canicross, Julie Assencio dá detalhes sobre o esporte.

“Criamos o Canicross BsB em 2017. As aulas costumam ser praticadas em um terreno próprio na região do Tororó, mas já fizemos competições e viagens para Chapada dos Veadeiros. O esporte é excelente para elevar o bem-estar físico e psicológico dos cães e seus tutores”, revela.

0

Segundo ela, a escola abrirá novas turmas em agosto. O preço das aulas é sob consulta. “Aceitamos todas as raças de cachorro, que ficam presos ao dono durante toda a atividade, e oferecemos equipamento de proteção”, complementa Julie. As lições costumam acontecer aos fins de semana.

Para mais informações, acesse @canicrossbsb no Instagram ou ligue (61) 98276-2715.

Passeio em parques

Diversos parques públicos no Distrito Federal permitem a entrada de animais de estimação (com coleira!). O Parque da Cidade, no Eixo Monumental, e o Parque Bosque, no Sudoeste, estão na lista.

Aproveite, por exemplo, para fazer uma festinha de aniversário (sem aglomeração) para o seu pet ou até mesmo uma sessão de fotos. A Hipnotiza Pet é uma das lojas da cidade que oferece guloseimas apropriadas para o organismo dos peludos. Já a Fotografia Pet é especializada em eternizar momentos dos animais.

Day care

Se não puder acompanhar o seu animalzinho no dia de diversão, uma boa alternativa é deixá-lo em uma creche. Há diversas disponíveis no DF.

A Pookie Pet, no Sudoeste, está entre elas e é uma das mais completas da capital. No local, os cachorros seguem uma rotina de atividades: entre 7h e 11h, participam de brincadeiras individuais e coletivas, e são estimulados a usar o Eco Pátio, um espaço com grama artificial que substitui os tapetinhos. Entre 11h e 13h, eles são alimentados e participam da “aulinha” individual e em grupo, na qual aprendem comandos básicos de obediência — com instruções para sentar, deitar e ficar — e circuito, passando por túnel, mesa, cone e obstáculos de pular.

No início da tarde, os cachorros têm o horário da soneca à meia-luz ao som de música clássica, colocada especialmente para relaxá-los. Depois, mais brincadeiras, e às 17h eles começam a ser preparados para o retorno ao lar, tomam banho, comem e escovam os dentes.

O valor da diária é de R$ 125. Machos precisam ser castrados e todos os animais passam por uma avaliação prévia de saúde sem custos adicionais. Há pacotes com valores reduzidos e meia-diária. Para mais informações, acesse @pookiepet no Instagram ou ligue (61) 3051-1030.

Últimas notícias