Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Emily em Saint-Tropez! Viaje pelo destino da nova temporada da série

Emily Copper trocou as ruas iluminadas de Paris pelas areias e dias ensolarados de Saint-Tropez. Confira curiosidades do destino europeu

atualizado 02/10/2021 13:18

Emily in paris - Saint-Tropez@emilyinparis/Reprodução/Instagram

Na primeira temporada, a série Emily em Paris, da Netflix, ofereceu uma dose de escapismo aos telespectadores. Lançada em momento crítico da pandemia, a produção fez o público voltar ou viajar pela primeira vez à Cidade Luz. Quando os episódios estrearam, a coluna Claudia Meireles não perdeu tempo e logo deu play no seriado protagonizado por Emily Cooper, papel interpretado por Lily Collins. Agora, chegou a hora de apertar os cintos rumo ao destino francês escolhido como cenário da nova fase da comédia romântica: Saint-Tropez.

Conforme mostra o teaser lançado pela Netflix no domingo (26/9), Emily está pronta para viver novas aventuras, romances e perrengues na segunda temporada da produção, que deverá rechear o catálogo da gigante de streaming a partir de 22 de dezembro. Pelo trailer e fotos publicadas no perfil oficial do Instagram da trama, dá para perceber que a personagem trocou as ruas iluminadas de Paris pelas areias de Saint-Tropez. “Faça as malas, porque esta temporada de férias acabou de se tornar muito chique”, escreveram em um post.

0

Saint-Tropez não é apenas o balneário mais famoso da França, mas sim de toda a Europa, segundo a revista Vogue norte-americana. Antes de Emily Cooper desfilar pelo paraíso rodeado por águas azuis, personalidades colocaram o refúgio na rota do turismo, por exemplo, Brigitte Bardot. Ao gravar um filme na região na década de 1950, a atriz foi a precursora em transformar o típico vilarejo em uma cidade badalada e de glamour. Ela abriu alas para as visitas de Audrey Hepburn, Kardashians e, agora, a trupe de Emily em Paris.

Abaixo, confira o teaser da segunda temporada!

Enredos

No seriado, o produtor Darren Star deseja explorar diversos lugares instagramáveis da França. Primeiro, ele apostou em Paris por dar nome à série. Na segunda temporada, o profissional quis investir em Saint-Tropez devido ao fato de a cidade da Riviera Francesa ser considerada um recanto de fantasias e extravagâncias, tópicos que norteiam a vida de Emily Cooper. A pacata vila de pescadores não tinha muitas atrações até Brigitte Bardot pisar na região para gravar o filme E Deus Criou a Mulher, em 1956.

A atriz apaixonou-se pelo paraíso a ponto de frequentá-lo anualmente nos verões. Como tudo o Brigitte fazia virava tendência, o mesmo ocorreu com Saint-Tropez. Ela atraiu milhares de turistas ao lugar paradisíaco. Desde o vai e vem da artista, mais de seis décadas se passaram e a badalação continua a todo vapor na atualidade. A agitação na cidade costuma acontecer na estação ensolarada, de junho a setembro. Na época, os visitantes desfrutam de programas especiais em hotéis, bares, restaurantes e exposições.

Brigitte Bardot
Brigitte Bardot colocou Saint-Tropez, na rota de quem procura badalação
Melhores hospedagens

Inaugurado em 1930, o Hôtel de Paris abriga turistas que gostam de relaxar e quem visita a região em busca de agitação. É o caso de Emily e as amigas — Mindy e Camille. O endereço é o único estabelecimento aberto durante todo o ano em Saint-Tropez. Aos interessados, a unidade firmou parceria com a Clarins, razão para as acomodações terem mil e um amenities. Fixado no centro da vila, o espaço cinco estrelas possui uma piscina na cobertura. Crianças e pets são bem-vindos nas instalações.

0

Bem localizado, o Hotel Byblos fica no coração de Saint-Tropez. Quem se instalou no endereço afirma que vivenciou a experiência de ficar em uma luxuosa vila de pescadores. Concorrida, a piscina traz a decoração de palmeiras e oliveiras ao redor. Ao desfrutar das acomodações, não esqueça de dar uma passadinha no spa. Considerado um dos hotéis-boutique mais aconchegantes da cidade, o Sezz Saint-Tropez fica mais afastado, assim como o cinco estrelas Villa Marie. O endereço recorda a uma rua de vibe italiana.

Hotel Byblos
Hotel Byblos

Não poderia ficar de fora da lista o Château de la Messardière. Antes de virar um hotel, a propriedade foi dada ao casal Henry Brisson e Louise Dupuy D’Angeac. Em 1904, inauguraram o espaço como hospedaria, tornando-se um ponto de encontro dos aristocratas franceses. Após 100 anos, o local mantém a elegância da abertura, com uma frota de Rolls-Royces que leva os hóspedes para a cidade e a praia. As crianças não querem voltar para casa depois de curtir o clube infantil, com direito a fliperama e casa na árvore.

0

Restaurantes recomendados

Depois de bater perna pelo reduto, chega o momento de uma parada obrigatória para o almoço ou jantar. Dos restaurantes disponíveis, o Le Sporting tende a conquistar qualquer tipo de cliente. Na hora de fazer o pedido, peça o prato do dia, mas não deixe de saborear charcutaria e queijo. A delícia serve duas pessoas. Casa gastronômica mais antiga da região, Auberge des Maures reforça a atmosfera provençal antiga na culinária e na decoração ao trazer pedras, vigas e cores da primavera. Um dos clientes mais icônicos do ambiente foi Charlie Chaplin.

Le Sporting
Le Sporting
Auberge des Maures
Auberge des Maures

Existem algumas casas gastronômicas refinadas em Saint-Tropez. A principal responde por La Vague d’Or. Quem comanda a cozinha do restaurante é Arnaud Donckele, que já foi nomeado o chef francês do ano e ganhador da terceira estrela Michelin aos 35 anos. Em uma reportagem, o The Telegraph descreveu o endereço como “o melhor”. Com um lindo terraço com vista para a praia, o espaço funciona em um pequeno château de um hotel. Nos pratos, prepare-se para mergulhar pela alquimia feita pelo chef com ingredientes mediterrâneos.

Também não deixe de degustar as delícias da Brasserie des Arts. Trazendo a vibe contemporânea, a casa gastronômica encanta pelo lado charmoso. Sem dúvidas, trata-se de um endereço para Emily Cooper fazer a selfie do dia. Ao avaliar o menu, você ficará perdido entre tantas alternativas apetitosas, entretanto o sushi infusion e poke bowl japonês prometem te fazer suspirar. Conforme a noite avança, o ambiente esquenta com boa música. A casa gastronômica conta com um terraço badalado.

0
Cafés e bares

Fixados em pontos estratégicos, cafés e bares competem para oferecer experiências agradáveis. Entre as opções, o Senequier encabeça a lista dos endereços mais badalados. Dividido em vários espaços, o local tem mesas triangulares e cadeiras vermelhas de diretor, ideal para as travessuras de Emily, Camille e Mindy. Fundado em 1887, o ambiente recebeu uma leva de famosos, inclusive os primeiros a transitarem pelo refúgio francês. No quesito receitas mais pedidas, estão o Nougat du Sénéquier e a tarte Tropézienne.

Emily in Paris
O trio de amigas em frente ao Senequier
Emily in Paris
Momento brinde de Emily e Mindy

Mais um café a ser adicionado ao roteiro é o Le Cafe Barock, aberto de manhã até a noite no B. Lodge Hotel. Quem passar por lá irá se surpreender com o menu variado de bebidas matinais. No período noturno, o cardápio muda para tapas e coquetéis. Enquanto a decoração interna desponta a brincadeira entre céu e mar, o lado externo se divide em dois ambientes. O cliente pode preferir ficar vendo a passagem de turistas e locais ou apreciar o porto e jardins da cidade.

À procura de um ambiente descolado? O Bar du Sube oferece uma carta extensa de coquetéis e uísques. Para acompanhar as bebidas, deliciosos tapas que certamente seriam aprovados pelo crush de Emily em Paris, o chef Gabriel. Um dos endereços mais bem avaliados no Tripadvisor chama-se Le Bar du Port. Caso você decida parar no local aberto pela primeira vez em 1963, tente provar um rosé provençal do interior de Saint-Tropez. Ao longo da trajetória, o espaço adotou diversas identidades, e atualmente é uma “brasserie chique”.

Emily in Paris
O chef Gabriel é interpretado por Lucas Bravo
Passeios imperdíveis

Passear pelo novo cenário da trama da trupe de Emily em Paris requer algumas dicas para aproveitar bem a cidade. Vale lembrar que, quando o lugar não está em alta temporada, a população soma quase 4 mil habitantes. No verão, o paraíso francês chega a receber mais de 6 milhões de visitantes. Ou seja, entrar nos pontos turísticos demanda filas e dinheiro. Somente na praia de Pampelonne transitam em torno de 30 mil pessoas por dia. O paraíso natural não fica em Saint-Tropez, mas na cidade vizinha Ramatuelle.

Praia de Pampelonne
Beleza da praia de Pampelonne

Já colocaram o bronze em dia nas areias de Pampelonne, Elton John e Sylvester Stallone. Pela manhã, tente ir em Quai Jean Jaurès, junto ao Le Vieux Port. Por lá, irá observar os iates de luxo dos famosos. Já pensou de deparar-se com Kylie Jenner? Emily Cooper entraria em êxtase. Algumas muralhas e fortificações da Idade Média continuam firmes e fortes até hoje na área de Citadela. É o caso da capela Saint-Eloy, construída no século 17. Na proximidade, há o Quartier de la Ponche, bairro mais antigo da cidade.

Cidades tradicionais sem uma praça principal chega a ser esquisito. Em Saint-Tropez, existe a Place des Lices. Algumas vezes por semana, o espaço de lazer se transforma em um mercado, onde podem ser encontrados artesanatos, quitutes e móveis. Enquanto o Musée Naval conta a história da vida marítima do recanto francês, o Musée de l’Annonciation disponibiliza uma coleção de obras de arte de pintores do século 20.

Sylvester Stallone e Jennifer Flavin
Sylvester Stallone e Jennifer Flavin em Saint-Tropez em 2015
Baladas e beach clubs

Impossível falar do paraíso francês e não vir à mente a música Welcome to St. Tropez, de DJ Antoine, Timati e Kalenna. O clipe do hit reflete a atmosfera do reduto. No roteiro feito pela coluna, não ficaria de fora quais são as melhores baladas e beach clubs. Considerado o melhor da região, o Verde Beach tem uma estrutura de bangalôs e, ao longo do dia, dançarinas caracterizadas animam os visitantes. Caso preferir ambientes mais elegantes, o Club Les Palmiers foge dos padrões com uma arquitetura em tom branco e peças exóticas. Mais um boa opção responde por Le Club 55.

No tópico vida noturna, a boate Les Caves du Roy atrai os turistas porque lá a diversão é garantida. Localizado no Hotel Byblos, o espaço reúne opulência e exagero, ao som de hits. Por lá, os DJs costumam tocar músicas tupiniquins. Adicione ao elenco de baladas a Maison Ocoa, Chez Maggy e a L’Esquinade. Independentemente de qual endereço escolher, encontrará bons drinques, aperitivos saborosos e badalação inesquecível, conforme deseja o trio de Emily, Mindy e Camille.

Le Caves du Roy
Le Caves du Roy

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias