Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

“Deus me usou para abrir portas”, diz bispa Sônia em entrevista exclusiva

Idealizadora da Igreja Apostólica Renascer em Cristo ao lado do marido, Estevam Hernandes, ela influencia uma legião de fiéis

atualizado 03/11/2020 12:04

Bispa Sônia HernandesBispa Sônia Hernandes/Facebook

As palavras e orações da bispa Sônia Hernandes são ecoadas por uma legião de cristãos. Intitulada a primeira bispa do Brasil, ela se orgulha ao dizer que abriu portas para as mulheres que pregam a palavra de Deus atualmente. Muito ativa nas redes sociais, ela compartilha diariamente mensagens de fé para milhares de seguidores – são 276 mil no Instagram e 185 mil no Twitter.

Em entrevista exclusiva para a coluna Claudia Meireles, a bispa Sônia fala sobre fé, o seu chamado na Terra e como a igreja está se adaptando para manter os cultos em tempos de pandemia.

Ao lado do marido, o apóstolo Estevam Hernandes, a bispa fundou em 1986 a Igreja Apostólica Renascer em Cristo, uma das mais conhecidas do Brasil. Sua fama extrapolou as fronteiras do país e hoje conta também com unidades na Angola, Canadá, Chile, França, Japão, Itália, México, Portugal e nos Estados Unidos –Miami, Orlando e Nova York.

Sônia e o marido também criaram a Marcha Para Jesus, tradicional evento gospel que reúne milhões de fiéis em São Paulo todos os anos – foram mais de 2 milhões em 2019. No mesmo ano, o encontro evangélico contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), cumprindo a promessa feita em 2018, durante campanha eleitoral, de que voltaria se eleito chefe do Executivo. Foi a primeira vez que um presidente da República participou do evento.

0

Em 2020, no entanto, o evento precisou passar por ajustes para ser realizado em meio à pandemia da Covid-19. A 28ª edição aconteceu nessa segunda-feira (2/11) no formato de carreata para manter o distanciamento social entre os fiéis e evitar o risco de contaminação.

O evento contou com shows de cantores e bandas gospel e a oração de pastores evangélicos em seis trios elétricos no final do trajeto. A organização estima que 10 mil carros percorreram 12 km do Parque do Ibirapuera, na Zona Sul da cidade, até o Pavilhão de Exposições do Anhembi, na Zona Norte.

O objetivo do encontro é arrecadar alimentos, roupas e itens de higiene pessoal para comunidades carentes. Motoristas de carros, motos e ciclistas entregaram os donativos em um drive-thru montado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

A Marcha Para Jesus acontece desde 2013 em Israel. A edição deste ano foi cancelada devido à pandemia, mas a previsão é que volte a ser realizada em 2021.

A trajetória religiosa da bispa Sônia começou na infância. Aos 10 anos de idades ela já pregava e aos 12 atuava como dirigente de louvor. Lançou quatro livros e a Bíblia da Mulher de Bem com a Vida, primeira com comentários de uma mulher.

Quais são as maiores dificuldades de uma bispa em pregar em um culto?
Quando somos direcionados por Deus, sabemos que Ele tem o controle dos nossos cultos. Isso significa que nos entregamos completamente para que Deus possa nos usar por meio da palavra, dos louvores e da oração para abençoar a vida das pessoas. Fui a primeira bispa do Brasil e sei que Deus me usou para abrir muitas portas. Quando comecei a ministrar existiam muitos preconceitos com mulheres que pregavam a palavra, mas acredito que já rompemos muitas barreiras.

Qual é o seu chamado aqui na Terra?
Levar o evangelho de Jesus para o maior número de pessoas que pudermos. Fomos chamados para transformar o mundo, para ajudar aos necessitados, para que as pessoas tenham suas vidas curadas e restauradas. Renascer em Cristo é nascer de novo para uma vida plena e abundante com Jesus, e é isso que temos plantado ao longo de toda a nossa vida.

Após tantos anos em um ministério tão importante, você está realizada? Ainda pretende alcançar novos patamares?
Nós nos desafiamos todo o tempo a avançar. Temos o inconformismo como uma característica do nosso ministério. Não nos conformamos com uma situação, buscamos sempre melhorar. Sempre queremos alcançar novos patamares espirituais e alcançar cada vez mais vidas.

As redes sociais se tornaram um meio de se conectar com o seu público?
Acreditamos que todas as formas de comunicação – rádio, TV, redes sociais, sites – podem ser utilizadas para levar a palavra de Deus. Usamos as redes com esse propósito: gerar um engajamento positivo, com uma palavra que faça diferença na vida das pessoas. Eu costumo gravar uma oração que segue para minhas redes todos os dias, por exemplo. Essa oração abençoa o dia das pessoas. Também oramos todas as noites, à meia-noite, consagrando e abençoando o novo dia, temos muitas lives e toda a transmissão dos nossos cultos on-line.

Os fiéis estão voltando para os cultos presenciais?
Sim, estamos voltando, mas ainda com capacidade limitada. Adotamos a ocupação reduzida, seguindo as normas das prefeituras, e sempre respeitando as regras de distanciamento, além de todos os padrões de segurança, como uso de máscaras e álcool em gel nas entradas e banheiros. Temos ainda túneis de desinfecção instalados nas entradas das igrejas.

A igreja é um templo muito importante para vocês, certo? Neste momento em que estamos isolados, os grupos de oração também são bem-vindos?
Acreditamos que estar na Igreja, em comunhão, é muito importante para nós. A Bíblia nos diz que é na comunhão dos irmãos, ou seja, quando estamos reunidos, que Deus ordena suas bênçãos. Mas obviamente respeitamos todas as medidas de segurança e fizemos cultos presenciais com público bem reduzido neste período de pandemia.

Os grupos de oração ou células, como são chamados, sempre foram muito importantes para nós e mais ainda neste período, mesmo que de forma virtual. Eles são fundamentais para nos aproximarmos mais das pessoas e oferecer ajuda, conforto e oração neste momento.

0

Como você prepara a palavra do dia para compartilhar com a igreja?
Eu tenho um relacionamento com Deus desde muito nova. Sempre busquei ao Senhor, peço a Ele um direcionamento para tudo que vou fazer. Para buscar a palavra do dia, eu oro e busco em Deus algo que faça diferença na vida das pessoas, que eu seja direcionada para entrar nas casas e falar realmente aquilo que as pessoas necessitam ouvir e que vai abençoar suas vidas.

Você e o apóstolo Estevam realizam batismos em grupos grandes. Como tem sido a experiência?
Tem sido maravilhosa! Sempre realizamos batismos em nossas igrejas, mas durante a pandemia, por questões de segurança, tivemos que suspender o batismo em piscinas. Usamos baldes a princípio, em batismos individuais, e agora estamos adotando locais abertos, como rios e mar, com toda a segurança. Estamos vendo pessoas serem salvas, curadas, transformadas. Isso vale mais do que qualquer coisa.

Como é a atuação na igreja Renascer no exterior? Qual é o objetivo de vocês?
Entendemos que Deus nos envia para pregar a palavra a todos os povos, em todas as nações. Temos igrejas em vários lugares, como nos Estados Unidos –Miami, Orlando e Nova York –, na Angola, Canadá, Chile, Japão, México e na Europa –Itália, Portugal e França. Também organizamos eventos em vários países, como a Marcha para Jesus em Israel, que acontece desde 2013. Nossos planos são de continuar levando o evangelho para todos os lugares possíveis.

O que é um cristão próspero, de acordo com a Bíblia? Por que esse é um tema abordado em suas pregações e campanhas?
Prosperidade, ao contrário do que muitos pensam, não tem a ver apenas com dinheiro. Existem pessoas ricas financeiramente, mas que são miseráveis por dentro, e pessoas que não são ricas, mas são prósperas em tudo que realizam. Acreditamos que aqueles que servem a Deus podem ser prósperos em todas as áreas das suas vidas, ou seja, podem ser bem-sucedidos em tudo. Ministramos isso porque estamos certos que o Senhor deseja nos abençoar e que quando honramos a Deus, nossos caminhos são prósperos e abençoados.

Em outubro comemora-se o Halloween, uma data que a igreja cristã não adotou. Qual é o seu conselho aos cristãos? Quais atitudes os pais devem tomar quando as escolas fazem festa de Halloween?
Nós, cristãos, acreditamos que temos que celebrar a vida e não a morte. Quando festejamos a morte, a malignidade, estamos nos abrindo para que essas maldições entrem em nossas casas. Costumo dizer que não vamos para a festa da morte, porque teremos que abrir nossa casa para ela entrar depois. Vamos para a festa da vida, queremos celebrar a vida. Sabemos que esta é uma festa popular nos EUA e em alguns países europeus, mas não é uma festa brasileira, não há porque adotá-la aqui. Os pais devem agir de acordo com sua consciência, mas acreditamos que não devemos participar.

Que diferença você consegue enxergar nas pessoas que entram para congregar na Renascer ao longo do tempo?
Ao longo da nossa caminhada, temos visto transformações tremendas na vida das pessoas. São tantos testemunhos que seria impossível dimensionar. Temos pessoas curadas de doenças graves, pessoas à beira da morte que reviveram, casamentos transformados, pessoas que moravam nas ruas e que hoje são empresários. Pessoas que não tinham nada e nem ninguém, perdidas nas drogas, e que hoje têm famílias. Tudo isso é fruto daquilo que Jesus faz na vida das pessoas, dessa transformação maravilhosa que acontece quando o conhecemos verdadeiramente.

Qual é a importância de Cristo na vida das pessoas?
Jesus é o caminho, a verdade e a vida, como Ele mesmo nos ensinou. Ou seja, é por meio dele que chegamos a Deus. As pessoas acreditam que todos os caminhos levam a Deus, mas isso não é verdade; Jesus é o único caminho. E é um caminho maravilhoso! Quando conhecemos Jesus verdadeiramente, nossa vida é profundamente transformada.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias