Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

De mascate a empresário: conheça a história de Thiago Duarte

Empreendedor, Thiago Duarte afirma: "Não são as suas condições que determinam onde vai chegar, mas sim as decisões”

atualizado 08/04/2021 17:14

Thiago DuarteImagem cedida ao Metrópiles

“Persista, não desista.” Há quem transforme a frase de três palavras em lema de vida. Assim fez o empreendedor Thiago Duarte, nome à frente da Consultoria e Decoração, empresa brasiliense especializada em cortinas, persianas e papéis de parede. O negócio do empresário de 29 anos é referência em todo o Distrito Federal. Antes de alcançar o sucesso, ele trilhou um caminho com alguns obstáculos, mas, ao longo do trajeto, a persistência sempre falou mais alto.

Aos novos empreendedores ou a quem deseja iniciar o próprio negócio, Thiago deixa o lembrete: “Não são as suas condições que determinam onde vai chegar, mas sim as decisões”. Em conversa com a coluna Claudia Meireles, o empreendedor recorda que costumava pedir direcionamento e sabedoria em orações. “Nunca pedi a Deus que tudo fosse mais fácil. Muitas pessoas querem o pódio, porém, quando têm de pagar o preço, fogem”, ressalta.

Passado

Filho único de um casal de nordestinos — José Duarte e Maria Viviane —, Thiago observava a luta dos pais para proporcionar uma vida com o melhor que podiam oferecer. O patriarca trabalhava como mascate. Ele vendia, de porta em porta, roupas de cama e utilidades do lar. “Cresci vendo meu pai fazer aquilo. Desta fonte de renda, ele pagava o aluguel, contas de casa e, ainda, sobrava para o lazer”, rememora o empreendedor. À época, a família morava em Brazlândia, região administrativa do DF.

Thiago Duarte
Thiago Duarte comanda a Consultoria e Decoração, empresa de cortinas, persianas e papéis de parede

Pai de Thiago, José sofreu com o vício em jogos e bebidas. Ele precisou vender o que tinha e se mudar para outro lugar, a fim de evitar mais problemas. A família passou a residir em Ceilândia. Com toda a situação, o patriarca viu-se perdido. Filho dedicado, Thiago decidiu se colocar à disposição para auxiliar o progenitor como mascate: “Lembro como se fosse hoje. Olhei para ele e disse: ‘Se o senhor aceitar, eu prometo que irei ajudá-lo no trabalho e vamos crescer juntos'”.

Pai e filho começaram uma nova vida do zero. Thiago estava com 12 anos quando se tornou o braço direito de José. “Pegamos o que tinha sobrado de mercadoria, colocamos dentro do carro e lá fomos nós, de porta em porta. Ele me deixava no início da rua e eu ia oferecendo nossos produtos de cama, mesa e banho”, lembra o empreendedor. Persistente, a dupla não desistiu e, diante do sucesso, precisou contratar mais um colaborador. “A vida voltou a dar certo novamente”, define o proprietário da Consultoria e Decoração.

0
Perda

“Eu estudava pela manhã e trabalhava com meu pai no período vespertino, todos os dias, de segunda a sábado. Estávamos lado a lado”, conta Thiago. Segundo o empreendedor, o pai mostrou ao filho o potencial para atuar na área comercial. “Uma vez, ele me falou que, se me aprofundasse em algo relacionado a vendas, seria o melhor emprego que eu poderia ter”, destaca. Em 2012, José Duarte morreu, em decorrência de câncer.

Se pudesse mudar algo na trajetória de vida, Thiago gostaria que sua maior inspiração estivesse viva para ver as conquistas do filho como empresário de sucesso. “[Gostaria] Que meu pai tivesse ao meu lado desfrutando do sonho de ter uma empresa próspera”, descreve. Casado com Karen Duarte, o empreendedor tem uma filha, Luna, de 3 anos. Ele aspira passar todos os ensinamentos à primogênita: “Pretendo deixar o meu legado”.

Passos

Antes de José partir, Thiago viveu mais momentos de superação ao lado do patriarca. “Seguimos, dia após dia, de rua em rua, debaixo de sol e chuva”, enfatiza o empresário. Conforme conquistou uma clientela fiel, o empreendedor percebeu amar o ofício diário. “Não tinha vergonha”, salienta. Ele empurrava um carrinho de mascate pelas ruas de Ceilândia com “muito orgulho”, recorda na entrevista.

Hungria e Thiago Duarte
O cantor Hungria e Thiago Duarte
Thiago Duarte e Sabrina Albert
Thiago Duarte e a apresentadora de tevê Sabrina Albert

Como “tudo estava girando bem”, Thiago deu um passo na carreira. Decidiu cursar educação física e chegou a trabalhar em academias. Ele estava convicto de que o pai conseguiria comandar o negócio sem ajuda, entretanto, o patriarca recebeu o diagnóstico do câncer em 2010. Sem poder contar com a expertise do paizão, o empreendedor uniu-se à mãe, Maria Viviane. Juntos, continuaram com o negócio, porém acumularam dívidas – avaliadas em R$ 250 mil.

Apuros

Com o apoio da mulher, Karen Duarte, Thiago se reinventou e se jogou em uma nova empreitada: o universo das cortinas e persianas sob medida. Em 2015, o casal de namorados fundou a Consultoria e Decoração. No início, as vendas eram pelo marketplace OLX. O próximo passo da dupla foi criar um perfil no Instagram. A partir da rede social, viram o negócio ganhar uma proporção considerável. “Comecei a estudar o mercado e aprender com quem já fazia. Crescemos aos poucos”, lembra.

0

Como a chave do sucesso é conhecimento, Thiago recorreu a um consultor financeiro para ajudá-lo a quitar as dívidas. O especialista propôs se tornar sócio da empresa. “Eu aceitei e ajustamos os detalhes. Eu fazia parte da direção comercial e ele, da financeira”, rememora. Em dois anos de parceria, a dupla construiu uma identidade única da Consultoria e Decoração, além de montar uma fábrica própria. E o melhor: Thiago pagou os débitos pendentes.

Futuro

Nos próximos anos, Thiago almeja que seu negócio torne-se a maior empresa de cortinas, persianas e papéis de parede do Centro-Oeste, e também deseja contribuir para a realização dos sonhos dos colaboradores da Consultoria e Decoração. “Daqui a cinco anos, aspiro uma expansão nacional, criando um modelo de negócio no formato franquia. Quero ajudar quem deseja abrir a própria empresa e, claro, manter a arte em tecidos”, planeja o empreendedor brasiliense. Atualmente, ele comanda a empresa sozinho, após adquirir a parte da sociedade.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias