Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Coquetel marca abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro no CCBB

A coluna Claudia Meireles marcou presença no coquetel de inauguração e mostra os detalhes

atualizado 23/02/2022 20:08

22/02/2022. Brasília-DF. Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro. Fotos: Matheus Veloso/Especial Metrópoles Matheus Veloso/Especial Metrópoles

Na última terça-feira (22/2), a capital federal foi contemplada com a abertura do projeto O Jardim de Amilcar de Castro: Neoconcreto sob o céu de Brasília. A exposição em tributo ao premiado artista brasileiro ocupa o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). A coluna Claudia Meireles marcou presença no coquetel de inauguração e mostra os detalhes.

Com curadoria de Marília Panitz em uma área de 20.000 m², a mostra apresenta as obras monumentais do artista com a proposta de criar um grande jardim de esculturas nos gramados da cidade, permitindo ao público uma visita a céu aberto. A iniciativa também tem o objetivo de mostrar o que teria sido o encontro da arte neoconstrutivista de Amilcar com a arquitetura e urbanismo da capital federal.

Para realização do projeto, foram destinadas 12 carretas para transportar 67 esculturas de grande porte do artista a Brasília, numa viagem de 907 km. As obras são parte do legado deixado pelo mineiro Márcio Teixeira, maior colecionador privado do consagrado artista.

“Márcio era um amigo que conheci em uma exposição de outro colecionador, na qual eu fiz a curadoria. Ele me falou que gostaria que trabalhássemos juntos e fizéssemos uma mostra do acervo dele. Trabalhamos nisso há seis anos, mas só conseguimos fazer agora”, afirma Marília Panitz.

22/02/2022. Brasília-DF. Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro. Fotos: Matheus Veloso/Especial Metrópoles
Jardim de Amilcar de Castro no CCBB
22/02/2022. Brasília-DF. Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro. Fotos: Matheus Veloso/Especial Metrópoles
Marília Panitz discursa para convidados

De acordo com a curadora, a coleção apresentada começa em um momento em que o colecionador e o artista se tornam amigos próximos, entre o final dos anos 1980 e o início dos anos 1990. “Márcio, que também era visionário, começa a financiar, de certa forma, a produção do Amilcar, no sentido de matéria-prima”, explica.

Marília acrescenta que, na época, a dupla pensou em fazer um museu do artista em Dom Silvério, pequeno município de 5 mil habitantes em Minas Gerais. “É uma cidade do século 19, mas com matriz barroca”, informa. “O museu não chegou a ser feito, mas Márcio começou a espalhar as obras por Dom Silvério”, completa.

Márcio Teixeira faleceu em outubro de 2021, sem ter a oportunidade de ver sua coleção exposta na capital do país. “Ele faria 75 anos”, ressalta a curadora. No entanto, ele estaria orgulhoso de ver o sonho ser concretizado. “Brasília tinha que ter Amilcar de Castro. A obra dele tem tudo a ver com arquitetura da cidade. Eu acredito que, agora, a exposição está em casa, que é aqui”, finaliza Marília.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

 

Sobre o artista

Nascido em Paraisópolis, em Minas Gerais, Amilcar de Castro foi escultor, artista plástico e designer gráfico brasileiro. Além das obras plásticas, a personalidade contribuiu para a diagramação e os projetos gráficos de jornais na década de 1950.

Em 2022, completa-se 20 anos da morte do artista, cuja obra é marcada pelos processos denominados corte e dobra, corte e deslocamento e sólidos geométricos, além do uso de ferro e aço como principal matéria-prima.

Gratuita, a mostra seguirá aberta ao público por pelo menos dois anos.

Veja os cliques do evento:

Luciana Paiva e Carlos Silva
Betty Bettiol, Luiz Carlos Bettiol e Renata La Porta
Maura Mendes, Cleucy Oliveira e Lara Calaça

Amador Outerelo

Luiz Fernando Pontes, Marianne Vicentini e Bryan Fernandes
Sônia Gontijo e Maria do Socorro Maranhão
Lucineia Possar e Daniele Maranhão
Nicola Goretti, Maura Mendes e Ivana Valença
Lucio Albuquerque e Luisa Vaz
Marcelo Amaral e Lúcio Albuquerque
Cleucy Oliveira, Amador Outerelo e Claudia Meireles
Christus Nobrega, Vicente De Mello e Gero Tavares
Romildo Matos e Bárbara Matos
Gloria Teixeira, Daiana Castilho e Fernanda Teixeira
Maura Mendes, Lara Calaça, Ivana Valença e Isabela Valença
Cátia Damasceno e Cristiano Damasceno
Heloisa Silva e Fernanda Ribeiro
Candy Saavedra e Pedro Emídio
Lara Calaça, Claudia Meireles, Maura Mendes, Cleucy Oliveira, Ivana Valença, Isabela Valença e Renata La Porta
Marília Panitz e Claudia Meireles
Claudia Pellicano, Odilon Vieira, Eliane Martins e Durcemar Martins
Rodrigo Machado e Adalberto Rabelo
Clarissa Melasso, Ana Caroline e André Luiz
Paulo César, Silvia Badra, Marina Maciel e Fernando Bueno
Glória e Fernanda Teixeira com a imagem de Márcio Teixeira ao fundo
Marilia Gabriela de Faria, Gabriel Meira e Juarez Garibaldo
Música ao vivo
Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro
Gabriel Meira, Marilia Gabriela de Faria, Antonio Costa e Meire Costa
Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro
Coquetel de abertura da mostra Jardim de Amilcar de Castro
Andrea Alfaia e Poli Salomé
Benjamin Aguiar e Paula Catu

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias