Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Aprenda a fazer um piquenique requintado com a arquiteta Carol Adriano

A brasiliense surpreendeu o noivo, Lucas Bittar, com um instagramável lanche no jardim. O casal teve o casório adiado em razão da Covid-19

atualizado 15/05/2020 18:44

Lucas Bittar e Carol Adriano@carolinaadriano/instagram/reprodução

Enquanto o isolamento social não acaba, muitas pessoas aproveitam o tempo livre em casa para executar tarefas que, antes, não eram tão simples de fazer, sobretudo pela rotina agitada e a falta de tempo. É o caso da jovem arquiteta Carol Adriano. Ela tem passado esse delicado momento junto à família. Agora, estuda pós-graduação pela internet, malha e cria novos hobbies.

Um deles foi inusitado: surpreender o noivo, o empresário Lucas Bittar, com um piquenique para lá de romântico. O ocasião marcou os cinco anos de namoro do casal e um ano de noivado.

Lucas pediu a amada em casamento em Punta del Este, no Uruguai, em maio do ano passado. A festa de noivado ocorreu em setembro, no Lago Sul. Já o casamento, iria ocorrer em setembro deste ano, mas teve que ser adiado para 2021 devido ao coronavírus.

Lucas Bittar e Carol Adriano
Carolina Adriano e Lucas Bittar em festa de noivado, em setembro de 2019

Apesar da mudança, os pombinhos terão todo o apoio e ânimo dos amigos e parentes para a nova data do casório. “Foi uma decisão difícil, longe do que planejamos, mas estamos certos de que foi a melhor e mais sensata! Queremos que esse momento especial e único seja motivo para amor e alegria, para nós e nossos convidados!”, fala a noiva à coluna Claudia Meireles.

Enquanto a festa não chega, a dupla segue vendo beleza nas pequenas coisas. Comemorar e relembrar os melhores momentos juntos foi a principal razão pela qual a arquiteta idealizou o lanche intimista. “Aproveitei que era uma coisa gostosa e que podia ser feita em casa e, então, caprichei na decoração para deixar mais especial”, conta. “Tudo que pudermos fazer pra alegrar um pouco os dias e fugir do óbvio, sem precisar sair de casa, é válido! Sem contar como é gostoso esse momento ao ar livre!”, completa.

Como montar um piquenique

O primeiro passo tomado por Carol foi escolher um local no jardim para realizar o piquenique. A dica é optar por um cantinho com sombra no jardim, e, se possível, rodeado por flores ou vegetação. Vale também fazer o encontro no fim da tarde, por volta das 16h30.

Palmeiras e sol
Um bom horário para piquenique é no fim da tarde

“Depois, pesquisei bastante e salvei muitas referências ao longo do tempo. Fui selecionando o que mais combinava com a pegada que eu escolhi”, revela a jovem, mencionando os aplicativos Pinterest e Instagram como fontes de inspiração.

Além disso, a estudante de pós-graduação vasculhou a casa com objetos que pudessem compor o cenário conforme o clima pontuado. Ela comprou flores e completou o visual. “Eu mesma fiz tudo”, disse, orgulhosa.

0

Quem quiser caprichar, pode fazer um mood board para ter ideia de como ficará o resultado, conforme sugeriu a arquiteta.

Confira o check list que Carol Adriano fez ao Metrópoles (prepare o print):

  • Cestas;
  • Toalha de piquenique;
  • Flores;
  • Lanchinhos;
  • Docinhos;
  • Bebidas (água, Coca-Cola, vinho…);
  • Abridor (em caso de vinho ou cerveja);
  • Taças e copos;
  • Pratos, talheres e guardanapos;
  • Álcool em gel;
  • Caixinha de som;
  • Máquina fotográfica;
  • Artigos de decoração, como bandejas, vasos, baús, velas, almofadas, e um tapete ou esteira de palha,

Para a brasiliense, lanches fáceis, do tipo finger food, são essenciais na cesta do piquenique. No caso dela, as comidas favoritas do noivo entraram para o cardápio, como enroladinhos de queijo e salsicha, coxinha, tortinha de frango e uma baguete, além de docinhos e bolo de cenoura, ambos da Doceliz.

Bolo de chocolate
Bolo de chocolate por Doce Liz
O que aprender com o coronavírus?

Carol defende que, querendo ou não, esse momento é de muita reflexão. “Tenho aproveitado pra aumentar minha fé (sou muito católica), repensar costumes e tentar evoluir! Não só em coisas grandes, mas também nas pequenas, como ser mais positiva, gentil, produtiva e compreensiva, além de dar mais valor à minha família e amigos. Não estarmos juntos faz muita falta! A verdade é que todos nós estamos tendo que nos reinventar”, afirma.

A bela acredita que tudo acontece por um motivo. “Só passamos por coisas que conseguimos superar”, citou. Ela acredita que todos estão no mesmo barco e que são tempos difíceis para todos. “Mas com a cabeça positiva tempos que lembrar de nos ajudar e de fazer a diferença na vida do próximo, levando um pouco de luz! Se cada um fizer a sua parte, já já estaremos juntos e aglomerados”, falou, cheia de esperança.

O novo morar

No ramo da arquitetura, a jovem enxerga a necessidade de se reinventar.

Em sua visão, as pessoas estão mudando a forma de olhar para suas próprias casas e passaram a ver suas importâncias. “Lares assumiram o verdadeiro significado de refúgio, e seus ambientes passaram a ter mais valor… Um lugar para trabalhar, um lugar para descontrair e curtir um hobby, um pouco de natureza, um ambiente pra estar com a família reunida e, quem sabe, até mesmo o surgimento de um hall pra deixar sapatos sujos da rua. O ‘morar’ tem ganhado um novo olhar, um outro significado!”, acredita.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias