Vídeo. Equipe de Felipe Titto acusa motorista de app por agressão

Segundo o ator, três funcionárias dele foram agredidas, uma delas atropelada, após reclamarem da direção perigosa do condutor

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 08/11/2019 14:05

O ator Felipe Titto foi às redes sociais, na noite dessa quinta-feira (07/11/2019), reclamar das agressões que a equipe dele sofreu por um motorista de aplicativo em São Paulo. Nos Stories do Instagram, o artista, que ainda se recupera da infecção por conta da mordida que sofreu de seu cachorro Thor, postou o momento em que levava uma das mulheres, vítima de agressão, para um hospital.

“Estou com a Tati. Ela está com a perna fod*** e eu, de bengala, levando ela pro hospital. A gente teve um problema com motorista de aplicativo, que agrediu ela. Isso foi o carro que passou por cima da perna dela. A outra pessoa da equipe tomou um soco no nariz”, lamentou. Veja o vídeo:

Segundo ele, as agredidas foram Elaine Melo, do comercial da agência dele, a Titanium; Tatiane Soares, que é a advogada do escritório; e a assessora de imprensa Jéssica Varrasquim. À Revista Quem, a assessoria do ator explicou que Titto ia dar uma palestra no Expo Imigrantes e antes de começar foi surpreendido com as meninas machucadas. “Uma com uma cadeira de rodas, outra com a cara inchada porque levou um soco, depois que um motorista maluco resolveu bater nelas. Por conta da morosidade do atendimento, ele pegou o carro dele e as levou para o Hospital São Luiz, para serem socorridas.”

Uma delas relatou que a agressão ocorreu após elas reclamarem que o homem, supostamente de origem iraniana, estava dirigindo de forma perigosa, durante trajeto entre o Bairro de Pinheiros, na Zona Oeste, e o complexo Expo Imigrantes, na Zona Sul, por volta das 18h40.

Direção perigosa
Jéssica Varrasquim Caetano levou um soco no rosto e foi internada em um hospital com fratura no nariz e deve passar por cirurgia. “Ele estava descontrolado e dirigindo de maneira perigosa. A Elaine pediu para ele parar e ele disse ‘o carro é meu, não vou parar'”, disse o ator ao G1. Outra assessora, Elaine Melo, sofreu arranhões no peito e nos braços. O motorista teria ainda avançado com o carro contra a advogada Thatiane Soares, ferida nos pés. Após passar por atendimento médico, ela foi liberada.

Depois da confusão, Felipe Titto cancelou o evento para levar as funcionárias para o hospital. “Zelo muito pelos meus e não podia deixá-las nas mãos. O cara, do nada, uma bomba na cara de uma menina. Aí, atropela a outra, viu a perna e passou por cima. Não vai ficar assim. E se precisar falar do aplicativo, vou falar. Chega de só ficar observando as coisas erradas acontecendo.” Ainda não se sabe se as vítimas registraram ocorrência.

Em nota, a empresa 99 afirma que recebeu a denúncia e mobilizou uma equipe para oferecer apoio às vítimas. “Enquanto isso, o motorista foi banido do app e a 99 está disponível para colaborar com as investigações da polícia. A empresa lamenta profundamente o caso e reitera que repudia veemente esse tipo de violência. Temos uma política de tolerância zero em relação a isso.”

SOBRE O AUTOR
Jacqueline Saraiva

Formada em comunicação social na Facitec, trabalhou por oito anos na redação do Correio Braziliense, como repórter e subeditora do site do veículo. Atualmente, faz parte da equipe do Metrópoles, onde atua como editora assistente da Home.

Últimas notícias