Sem ver o pai há nove anos, filho de Edmundo vende geleias para sobreviver

Alexandre Mortágua desabafou sobre dificuldades financeiras e anunciou a venda do doce caseiro em seu perfil do Instagram

atualizado 12/07/2020 16:58

edmundo Instagram/Reprodução

Assim como centenas de milhares de brasileiros, o cineasta independente Alexandre Mortágua enfrenta dificuldades financeiras em meio à pandemia de coronavírus. Filho do ex-jogador de futebol Edmundo e da ex-modelo Christina Mortágua, o rapaz de 25 anos teve que começar a produzir geleias com a ajuda de uma amiga para sobreviver à crise.

“Tempos difíceis para uma #gayfreela como eu. Eu amo cozinhar e os últimos meses foram bem ruins de trabalho (tipo quase nada). Ficar sem pagar as contas ainda não pode. Eu e minha parceira de vida resolvemos produzir algumas coisas gostosas que cozinhamos em casa no dia a dia”, anunciou ele em post recente no Instagram.

0

A produção de Alexandre e da amiga, com quem divide um apartamento em São Paulo, é pequena. No cardápio, estão sabores de geleias como pimenta, maçã verde e hortelã. Cada pote do doce caseiro custa, em média, R$ 20.

Filho mais velho de Edmundo, Alexandre não vê o pai há quase uma década. “A última vez que encontrei meu pai eu tinha 16 anos e foi pela decisão de um juiz. Quando você lembra de uma pessoa que você gosta, você pensa na sua mãe, por exemplo, vem um cheiro, uma frase engraçada, uma comida gostosa. Dele não me vem nada”, disse em entrevista para Luciana Gimenez no ano passado.

Ele já chegou, inclusive, a produzir um filme sobre abandono paterno. Todos Nós 5 Milhões mescla documentário e ficção, trazendo relatos de filhos que foram abandonados pelos pais.

Últimas notícias