Saiba o real motivo do fim do romance entre Anitta e Pedro Scooby

Até então, a separação do casal era tratada como "um tempo", mas jornal do Rio descobriu que o problema pode ser um pouco mais grave

ReproduçãoReprodução

atualizado 31/08/2019 17:57

Não é segredo que a rotina da Anitta não anda fácil. Só que agora a cantora decidiu dar um basta na conturbada agenda, lotada de shows e viagens. Assim que retornar do Chile, no domingo (01/09/2019), a popstar dará uma pausa nos compromissos, o que incluiu também o romance vivido com o surfista Pedro Scooby, ex-marido da atriz Luana Piovanni.

O motivo é mais sério do que se pensa: Anitta quer se afastar dos holofotes e da mídia para cuidar da própria saúde. Tudo leva a crer que a estafa diagnosticada há alguns anos resolveu votar e dar os primeiros sintomas de uma depressão. Não é a primeira vez que a artista passa pelo problema. Pessoas próximas afirmam que, nas últimas semanas, a musa vinha tendo crises constantes, o que atrapalhou, inclusive, a convivência com Pedro Scooby. A informação é do Jornal Extra.

“Anitta tinha crises, descontava no namorado, ficava pior porque se sentia culpada, tinha outra crise… A relação não estava boa para nenhum dos lados”, revelou ao jornal carioca uma fonte próxima à cantora. A informante garante que o relacionamento chegou mesmo ao fim e não se trata de “um tempo” como o ex-casal disse.

Pessoas do ciclo íntimo da cantora acreditam que a culpa da volta dos problemas na saúde mental da artista não é apenas da agenda corrida ou o excesso de trabalho. Segundo relata o periódico, a carioca teria passado recentemente “por uma grande decepção”. Mesmo sem a certeza, apostam: “Pode ter sido na carreira, pelo fato de o clipe com Madonna não ter saído ou desilusão com o próprio Pedro”, contou a mesma fonte.

De acordo com o site oficial da cantora, depois da apresentação no Chile, ela só tem outro show agendado para o dia 13 de setembro, em São José dos Campos. Serão quase 15 dias para a funkeira cuidar da saúde mental.

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias