Carlinhos Maia chama adolescentes que tentam suicídio de “imbecis”

"Você achava mesmo que ia ser fácil? Eu vejo meninos aqui com 16 anos me mandando 'Eu quero me matar'. Vai, ô, imbecil", diz ele

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 01/09/2019 22:56

Carlinhos Maia se tornou o assunto mais comentado no Twitter brasileiro na tarde deste domingo (01/09/2019). Isso por conta de um vídeo publicado por ele na função Stories do Instagram. Nas imagens, critica adolescentes que mandam mensagens para ele afirmando que pensam em cometer suicídio.

“Você achava mesmo que ia ser fácil? Eu vejo meninos aqui com 16 anos me mandando ‘Eu quero me matar’. Vai, ô, imbecil. Vai se matar porque você nem começou a vida ainda”, afirma Maia na gravação, que não está mais disponível em sua conta.

“Venha perguntar para uma mulher de 75 anos que até hoje trabalha, que até hoje sustenta os netos, venha perguntar se ela se matou com 16 anos? Eu não sei os seus motivos, mas eu sei os dela”, completa. Nas redes sociais, o humorista foi criticado por não compreender a gravidade de problemas como depressão.

“Carlinhos Maia você é um lixo, um LIXO. Depressão não é brincadeira, muito menos suicídio. Você, que diz que tem tanta empatia com o próximo, coloque essa empatia em prática e quando você não tiver nada de positivo pra falar a alguém que quer se matar, fique calado”, escreveu um usuário no Twitter.

“Eu fico aqui me perguntando COMO que Carlinhos Maia ainda tem fãs? Como que ele fala uma coisa dessas e ainda tem várias pessoas que idolatram esse ser?”, afirmou outro. Confira a repercussão. 

 

Busque ajuda

Metrópoles tem a política de publicar informações sobre casos ou tentativas de suicídio que ocorrem em locais públicos ou causam mobilização social, porque esse é um tema debatido com muito cuidado pelas pessoas em geral.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o assunto não venha a público com frequência, para o ato não ser estimulado. O silêncio, porém, camufla outro problema: a falta de conhecimento sobre o que, de fato, leva essas pessoas a se matarem.

Depressão, esquizofrenia e uso de drogas ilícitas são os principais males identificados pelos médicos em um potencial suicida – problemas que poderiam ser tratados e evitados em 90% dos casos, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria.

Está passando por um período difícil? O Centro de Valorização da Vida (CVV) pode ajudar você. A organização atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e Skype, 24 horas, todos os dias.

SOBRE O AUTOR
Rafael Campos

Jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Atuou como repórter e editor do Sistema Meio Norte de Comunicação, em seu estado, até 2010. Ao chegar a Brasília, trabalhou por cinco anos no jornal Correio Braziliense como repórter e colunista. Desde 2016, é social media no Metrópoles. Entre suas premiações, recebeu o 2º Prêmio Inovação de Jornalismo; o 1º Prêmio SBPT de jornalismo em Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), o Prêmio Sebrae de Jornalismo e o Goethe-Institut Journalism Award for Young Journalists.

Últimas notícias