Anitta paga promessa e rebola de calcinha para salvar Amazônia

Com mais de 40 milhões de seguidores no Instagram, cantora tem usado visibilidade para chamar a atenção sobre incêndios no Norte do país

Divulgação/Hérnan PuentesDivulgação/Hérnan Puentes

atualizado 25/08/2019 12:25

Desde que um enorme incêndio ambiental na Amazônia chocou o Brasil e o mundo, diversos artistas têm se pronunciado em defesa da região. Engajada, a cantora Anitta prometeu que, caso os seguidores dessem atenção a uma postagem em defesa do local, publicaria um vídeo rebolando de calcinha. Neste sábado (24/08/2019), cumpriu o que havia se comprometido a fazer: postou uma sequência na qual dança usando apenas roupas íntimas, com direito a cinta-liga.

 

O vídeo fez sucesso entre os followers. “Linda” e “viciadíssimo nesse hino” foram alguns dos elogios recebidos.

View this post on Instagram

Como prometido

A post shared by Anitta 🎤 (@anitta) on

Antes, a namorada de Pedro Scooby preparou um vídeo em inglês sobre as peculiaridades da região, onde gravou um clipe para o projeto Xeque-mate, em 2017.

“Tenho uma grande parte de seguidores internacionais que não entendem tão bem o nosso país e estão perguntando como ajudar”, explicou.

View this post on Instagram

Pedi que especialistas preparassem em outro idioma e com legenda este vídeo bem didático pra iniciar um aprendizado sobre a nossa vegetação. Sem posições políticas porque meu partido nesse momento é a natureza. Aprendendo certinho acho que podemos lutar melhor e fazer a diferença com mais força. Ao longo do tempo vou aprofundando o tema pra gente aprender junto até chegar nos problemas mais profundos. A dublagem é em inglês porque já tenho uma grande parte de seguidores internacionais que não entendem tão bem o nosso país e estão perguntando como ajudar. Mas está tudo legendado em português pra gente. Prometo que dando atenção à isso amanhã posto um vídeo rebolando de calcinha. 😘 Fonte: @observatoriodoclima

A post shared by Anitta 🎤 (@anitta) on

A carioca tem se mostrado engajada em relação ao meio ambiente e, desde o final do ano passado, deixou de comer carne vermelha para não contribuir com os maus-tratos aos animais decorrentes dessa indústria.

SOBRE O AUTOR
Rebeca Oliveira

É formada em comunicação social e pós-graduada em jornalismo digital e produção multimídia pelo Centro Universitário Iesb. Possui cursos nas áreas de jornalismo de moda pela Escola de Negócios da Moda (EnModa) e de fotografia pela Universidade de Brasília (UnB). Atuou como repórter de cultura e gastronomia no Correio Braziliense e de comportamento nas revistas Encontro Brasília e Encontro Gastrô. Como freelancer, colaborou com portais como o HuffPost Brasil. Durante dois anos, foi editora-chefe do site e redes sociais do GPS|Lifetime.

Últimas notícias