Ibaneis exonera a comandante da PMDF e o chefe da Casa Militar

Ao Metrópoles, o governador confirmou a informação e disse que quem manda na área de segurança é o secretário Anderson Torres

Vinicius Santa Rosa/MetrópolesVinicius Santa Rosa/Metrópoles

atualizado 06/08/2019 14:06

O governador Ibaneis Rocha (MDB) mandou exonerar a comandante da Polícia Militar do DF (PMDF), a coronel Sheyla Soares Sampaio, e o chefe da Casa Militar, coronel Marcus Paulo Koboldt. Os substitutos devem ser definidos ainda nesta terça-feira (06/08/2019).

O Metrópoles apurou que há um descontentamento do titular da pasta de Segurança, Anderson Torres, em relação à gestão dos militares. “O Distrito Federal tem um secretário competente e preparado e todas as forças estão a ele subordinadas”, disse o governador à coluna.

A falta de alinhamento com os planos e objetivos do governo provocou a queda da comandante PMDF e do chefe da Casa Militar. O secretário Anderson Torres confirma que o “desalinhamento” com as ideias de Ibaneis Rocha tornou a permanência de ambos insustentável nos respectivos cargos.

“Da minha parte, agradeço a coronel Sheyla. Mas houve um desalinho. Por exemplo, temos essa questão do Hospital da Segurança. Essa é uma ideia do governador. O que se gasta hoje com a saúde das forças é, aproximadamente, metade do orçamento do Hospital de Base. E a gente percebia certa resistência. Se cada um puxar a corda para um lado, não vamos para lugar nenhum”, pontuou Anderson.

A criação de uma unidade de saúde específica para atender os servidores da SSP-DF avança dentro do governo. O projeto prevê que o Hospital da Segurança Pública assista, em tempo integral, exclusivamente a integrantes da PMDF, da Polícia Civil (PCDF) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), no espaço onde hoje funciona a Policlínica da Polícia Militar.

A nova unidade, localizada no Setor Policial Sul, deve incluir atendimento ambulatorial, cirúrgico, de urgência, emergência e unidade de tratamento intensivo (UTI). A previsão é de que o hospital tenha 100 leitos de internação e capacidade de receber até 300 pacientes por dia, com mais de 17 especialidades médicas diferentes. Atualmente, a Policlínica é alvo de reclamações por parte de policiais militares pelos problemas de assistência.

Perfil

Sheyla Sampaio é a primeira mulher a comandar a PMDF. A coronel integra os quadros da instituição há 27 anos e tem MBA em planejamento, orçamento e gestão pública pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Ela foi a primeira colocada no curso de formação de oficiais da corporação, feito em 1994 e, depois disso, ocupou diversas posições de destaque na tropa.

De 2013 a 2016, conduziu o 1º Batalhão da PMDF. Depois, foi subeditora de recrutamento e seleção da instituição e diretora da Diretoria de Promoções, Avaliação e Desempenho. Sheyla chefiou o Comando do Policiamento Regional Sul II.

Experiente, dirigiu importantes operações no Distrito Federal, como os carnavais de 2014, 2015 e 2016; o Réveillon de 2013 para 2014; a Copa do Mundo de 2014; as Olimpíadas de 2016; e o primeiro turno das eleições do ano passado.

A oficial, que chefiava o Comando de Policiamento Regional Sul (CPRS), foi indicação de Ibaneis.

SOBRE OS AUTORES
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Carlos Carone

Formado pela Estácio de Sá (RJ), tem especialização em Gerenciamento de Crises pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Chefiou a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança do Distrito Federal. Atuou como jornalista na Procuradoria-Geral da República (PGR), no Ministério da Defesa e na Caixa Econômica Federal. Trabalhou no Jornal de Brasília como repórter de Segurança. Faz parte da equipe de Cidades do Metrópoles desde a inauguração do portal.

Francisco Dutra

Formou-se na Universidade Católica de Brasília em 2005. Trabalhou nas redações da TV Band e do Jornal de Brasília, onde atuou em diferentes editorias, como Política, Economia e Cidades. Sempre focou na cobertura do cotidiano e nos desafios sociais do Distrito Federal.

Últimas notícias