Hackers tentaram invadir votação da OAB-DF, diz Délio Lins e Silva

Registro de ataques ocorreu por volta do meio-dia. Segundo o presidente da entidade, sistema estava preparado e invasão foi impedida

RAFAELA FELICIANO/METRÓPOLESRAFAELA FELICIANO/METRÓPOLES

atualizado 30/08/2019 23:38

Duas tentativas de ataques cibernéticos marcaram a eleição organizada pela Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Distrito Federal (OAB-DF) que escolheu, nesta sexta-feira (30/08/2019), a lista sêxtupla de candidatos à vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT). Segundo o presidente da entidade, Délio Lins e Silva Júnior, as investidas ocorreram de forma seguida, mas não tiveram sucesso.

“Estávamos preparados contra esses atos, e o sistema foi bem trabalhado para blindar de invasores. Desde o meio-dia tentaram derrubá-lo, mas não conseguiram. Aliás, não tivemos problema algum, sem nenhum registro de instabilidade durante os dois dias de votação. Estamos muito satisfeitos”, afirmou à coluna.

De acordo com a entidade, tratou-se de ação em massa de robôs, logo identificada e isolada. Houve também uma tentativa de ataque ao site da OAB-DF, no qual estavam as informações sobre todos os candidatos, que também foi combatida.

Coordenador do processo eleitoral interno, Lins e Silva também comemorou o fato de que advogados tenham participado do pleito mesmo em viagem para outros países. No total, foram registrados votos em 33 nações diferentes, entre elas Portugal, Canadá, Espanha, Reino Unido, Guiné Bissau, Botswana e Índia. Apenas dos Estados Unidos, a OAB-DF computou 50 votos em regiões diferentes.

Délio Lins e Silva Júnior explicou que os próximos dois dias úteis serão para receber possíveis pedidos de impugnação do resultado. “Caso não haja nenhum imprevisto, nossa expectativa é homologar o resultado na próxima quinta-feira [05/09/2019], para que, no dia seguinte, possamos encaminhar a lista sêxtupla para o Tribunal de Justiça”, prevê.

De acordo com a OAB-DF, a apuração foi divulgada em 10 minutos após o término do prazo de votação. “É a segunda eleição on-line. Os 12 candidatos eram muito bons, e os seis vencedores são ótimos nomes, tanto pela quantidade de votos recebidos quanto pela representatividade de gênero.”

Seis mais votados

Na noite desta sexta-feira (30/08/2019), os seis profissionais mais bem votados foram: Roberta Batista de Queiroz (ela teve 2.359 indicações), Eduardo Löwenhaupt da Cunha (2.275), Christianne Dias Ferreira (2.076), José Rui Carneiro (2.041), Ana Paula Pereira Meneses (1.836) e Robson Vieira Teixeira de Freitas (1.771). Eles disputam o cargo vitalício de desembargador, garantido pelo quinto constitucional.

O novo desembargador ocupará a vaga deixada por Flavio Renato Jaquet Rostirola, que faleceu em 15 de março, após 18 anos na Corte. A vacância foi informada oficialmente à seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil em ofício expedido pelo órgão no dia 21 de março.

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias