Frejat sobre Secretaria de Saúde: “Não apoio nomes, defendo projetos”

O ex-secretário da pasta é apontado como um dos responsáveis por indicar o titular da área na gestão de Ibaneis Rocha (MDB)

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 21/11/2018 20:40

Apontado como possível padrinho do futuro secretário de Saúde do Distrito Federal na gestão de Ibaneis Rocha (MDB), o médico Jofran Frejat (PR) afirmou ao Metrópoles não ter preferidos entre os nomes postos até o momento. A declaração ocorre após o governador eleito garantir que ouvirá Frejat e o futuro ministro da Saúde no governo Bolsonaro, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), para a escolha.

“Não sou de apoiar nomes. Eu apoio projetos. Preciso conhecer profundamente a proposta de cada um, coisa que ainda não aconteceu”, disse o ex-titular da pasta nos governos de Joaquim Roriz. Frejat refere-se aos três nomes cotados para o cargo: a superintendente do Instituto de Cardiologia do DF, Núbia Welerson Vieira; o vice-presidente do Sindicato dos Médicos, Carlos Fernando da Silva; e o médico de carreira do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) Adriano Guimarães Ibiapina.

Os três cotados fazem parte do grupo da equipe de transição que avalia os problemas na saúde pública da capital do país, também contando com a colaboração de Jofran Frejat. No entanto, ele dispensa o rótulo de “chefe”. “Não sou coordenador de nada. O que acontece é que, como todo brasiliense, eu quero uma saúde pública melhor para a população.”

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias