DF: sem ter feito teste, servidora recebe resultado negativo para Covid-19

Com broncopneumonia, Tânia Lúcia do Nascimento tentou por duas vezes realizar o exame em Águas Claras, mas sem sucesso

atualizado 05/05/2020 18:04

Uma servidora pública federal de 54 anos recebeu resultado negativo para o novo coronavírus mesmo sem ter realizado a testagem rápida promovida pela Secretaria de Saúde. Em contato com o Metrópoles, Tânia Lúcia Belo do Nascimento, atualmente lotada na Advocacia-Geral da União (AGU), disse ter sido orientada pelo próprio médico a realizar o exame para Covid-19 após ser diagnosticada com quadro de broncopneumonia.

Por inciativa própria, a funcionária concursada da Eletrobras tentou realizar o teste, no fim da semana passada, nos postos da Secretaria de Saúde montados em Águas Claras. Contudo, ela relatou ter sido impedida pelo fato de morar em Vicente Pires.

0

“Fui por duas vezes e não pude fazer o exame, porque disseram que eu não era moradora da região. Decidi recorrer ao agendamento on-line, mas só consegui fazer o cadastro, sem efetivar a data para o teste”, conta.

Para a surpresa da servidora, o resultado de um exame apareceu para ela. “Quando entrei na minha caixa de e-mails para verificar um boleto de aluguel, estava lá o resultado de um teste que eu nunca fiz, dando negativo para a Covid-19, o que é um absurdo”, relatou.

Registro de reclamação

Segundo Tânia Lúcia, a partir de então, ela passou a divulgar o equívoco em redes sociais, além de ter registrado uma reclamação na Ouvidoria do Governo do Distrito Federal (GDF).

“Logo depois disso, recebi uma mensagem por WhatsApp da Secretaria de Saúde me oferecendo para realizar o teste em Planaltina. Veja bem: eu moro em Vicente Pires. Disse que não tinha condição alguma de ir até lá, principalmente pelo meu quadro de saúde”, reclamou.

A segunda surpresa ocorreu na tarde desta terça-feira (05/05), quando a servidora diz ter recebido a ligação do próprio secretário de Saúde, Francisco Araújo Filho, com pedidos de desculpas em nome do GDF.

“Ele pediu para que eu mandasse meus dados e meu endereço e disse que fariam o exame na minha casa. Assim que ele agendar, falou que vai me informar”, detalhou.

Por telefone, Tânia Lúcia disse ter se sentido preocupada com o equívoco. “Imagina: a pessoa faz o exame, dá negativo, ela se sente à vontade e sai contaminando todo mundo”, reclamou.

Veja o resultado:

Servidora recebe resultado do GDF sem ter realizado teste para coronavírus
Servidora recebe resultado do GDF sem ter realizado teste para coronavírus
Atualização

Após a publicação da reportagem pelo Metrópoles, uma equipe da Secretaria de Saúde compareceu no endereço da servidora pública alvo do equívoco. No meio da tarde desta terça-feira, profissionais colheram amostras biológicas e, em 10 minutos, o resultado deu negativo para o novo coronavírus.

Após o diagnóstico, a Tânia Lúcia recebeu uma mensagem do secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares. “Se hidrata bastante, boa alimentação, e repouso. Deus no comando”, escreveu.

O que diz o GDF?

Procurada, a Secretaria de Saúde esclareceu “que o problema se deu por conta de um homônimo, mas já foi solucionado”.

Ainda segundo a pasta, “a Subsecretaria de Atenção à Saúde entrou em contato com a paciente e encaminhou uma equipe de Estratégia de Saúde da Família, da região onde reside, até sua casa para realizar exames clínicos, e também a testagem”.

 

Últimas notícias