Bombeiros que atuaram em incêndios no Pantanal retornam ao DF

No total, 50 militares estiveram em Mato Grosso do Sul para auxiliar na força-tarefa que combate as chamas na reserva ambiental

atualizado 25/10/2020 16:25

Divulgação / Bombeiros DF

Os 50 bombeiros militares que atuaram na força-tarefa que combate os incêndios florestais na região do Pantanal, no Mato Grosso do Sul (MS), retornaram ao Distrito Federal neste domingo (25/10). No total, foram 16 dias apagando as chamas localizadas na região de preservação ambiental. O grupo será recebido na próxima quarta-feira (25/10) pelo comandante-geral da corporação, coronel Willian Bomfim.

Além dos militares especializados em incêndios florestais, a corporação também enviou sete viaturas e equipamentos, como abafadores e bombas costais para transporte de água. A equipe do Corpo de Bombeiros (CBMDF) atuou com outras entidades governamentais, como Marinha do Brasil e Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Os bombeiros do DF atuaram na região de Costa Rica – que é composta basicamente por cerrado, com temperaturas podendo superar 40º Celsius – e em Corumbá – que além do calor excessivo, há dificuldade de acesso a diversos pontos, por conta da vegetação fechada.

“Como era inviável ir e voltar no mesmo dia até os locais com focos de incêndio, pela distância e dificuldade de acesso, eles foram divididos e permaneciam por cinco dias em cada ponto de combate ao fogo, com o apoio de fazendeiros locais. Eles retornavam à base depois desse período e somente eram colocados em combate novamente após dois dias, mas outra equipe já assumia o trabalho nesse intervalo. Foram dias de desafio, mas contamos com militares especializados e muito comprometidos”, explica o comandante da operação, tenente-coronel Fabiano Medeiros.

Nobreza

Para o secretário de Segurança Pública do DF a participação do Distrito Federal na ação foi fundamental. “Não é a primeira vez que os bombeiros participam de ações como essa, o que comprova o conhecimento e destreza da corporação. Somados aos esforços dos militares daquele estado, multiplicamos a força de trabalho para chegar a um resultado positivo. Só temos a agradecer aos cinquenta militares que deixaram suas famílias, suas vidas e foram ao encontro de outro desafio. Isso é muito nobre”, disse.

 

Últimas notícias