Após retomada de comércio, isolamento social despenca e atinge 34,9% no DF

Registro é o pior desde meados de março, quando o Governo do Distrito Federal decidiu tomar medidas mais enérgicas contra a Covid-19

atualizado 06/06/2020 17:54

População nas ruas do Sol Nascente, mesmo com o isolamento social Hugo Barreto/Metrópoles

O índice de isolamento social do Distrito Federal despencou desde que o Governo do Distrito Federal (GDF) retomou parcialmente as atividades econômicas. De acordo a empresa de software In Loco, que utiliza tecnologia de geolocalização de 60 milhões de dispositivos móveis, até o fim da última sexta-feira (06/06), 34,9% da população aderiu às recomendações de quarentena domiciliar.

Essa é a menor taxa registrada na capital federal desde o início da pandemia. No dia 07 de abril, o DF chegou a liderar o índice de isolamento, quando registrou 70% de adesão ao isolamento, nível recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O levantamento é realizado por meio de uma base de dados com mais de 60 milhões de dispositivos móveis em todo o Brasil. A partir daí, a empresa criou o Índice de Isolamento Social. Segundo os responsáveis pelo site, não há qualquer tipo de identificação dos usuários, somente a localização.

Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o isolamento social como meio de combater o contágio do novo coronavírus. Segundo o diretor de crise da OMS, “é preciso que os países comecem a levar a sério o que estão fazendo”.

Veja o gráfico:

Desde a segunda quinzena de março, quando foi reconhecida a pandemia , DF atingiu a pior taxa de isolamento social na última sexta-feira
0

Últimas notícias