Após 24h de espera, avó de Michelle Bolsonaro é removida para a UTI do HRSM

Informação foi confirmada à coluna pela tia da primeira-dama, Maria de Fátima Ferreira, que explicou o quadro clínico da idosa

atualizado 04/07/2020 18:19

Hospital Regional de Santa Maria JP RODRIGUES/ METRÓPOLES

Após 24 horas de espera, a avó materna da primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro, Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 80 anos, foi transferida para a unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). A remoção ocorreu na noite de sexta-feira (4/7), conforme informou ao Metrópoles Maria de Fátima Ferreira, filha dela e tia de Michelle Bolsonaro.

Na última quinta-feira (2/7), a coluna revelou que a idosa foi confirmada com o novo coronavírus e está com 78% da capacidade pulmonar comprometida, o que fez com que a equipe médica da unidade optasse pelo uso de uma máscara não reinalante, dispositivo de alto fluxo com capacidade de ofertar até 95% de oxigênio e indicado para pacientes com insuficiência respiratória aguda e grave. Ela não foi entubada.

“Hoje, quem me deu notícias de nossa mãe foi minha irmã. Ela foi transferida para a UTI e não está entubada. Está muito consciente e com os órgãos funcionando bem, segundo relataram os médicos. Ela me mandou um áudio e está com a voz muito cansada, um pouco rouca, mas acredito que pela situação dos pulmões dela. Estamos orando e tudo ficará bem, se Deus quiser”, disse Maria de Fátima.

Maria Aparecida Firmo foi transferida para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), na quarta-feira (1º/7), onde passou a ser atendida nos boxes de emergência. Ela foi internada primeiramente no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), sentindo falta de ar, após passar mal e cair em uma das ruas do Sol Nascente, onde mora.

Histórico

A idosa tem histórico de dispneia há 15 dias, com piora progressiva, associado a um quadro de tontura, tosse seca e coriza. Maria Aparecida negou, no entanto, sentir febre, congestão nasal e diarreia.

Aos médicos, a avó da primeira-dama relatou que saiu pela manhã, na tentativa de ir à farmácia comprar medicação, mas acabou passando mal e foi socorrida por um vizinho. Um morador a encontrou desmaiada.

Últimas notícias