*
 
 

Os desfiles da temporada estão em alta. No entanto, o evento mais esperado pela indústria fashion é o tapete vermelho do Oscar. No último domingo (4/3), diversos artistas reuniram-se em Los Angeles e, com apresentação do comediante americano Jimmy Kimmel, assistiram à mais recente premiação do cinema. A cerimônia, além de celebrar os filmes do último ano, funciona como um verdadeiro desfile de moda.

Ali, vemos tendências, belas joias, babamos nas bolsas e ficamos hipnotizadas pelos sapatos. Toda a beleza e o glamour do cinema nos inspira. Os cabelos são maravilhosos, e as makes, impecáveis. Algumas ousam, enquanto outras escandalizam. No geral, a maioria arrasa.

Nesta temporada, a mulher é deusa, a inspiração é oitentista, mas a visão é no futuro. Entre todos os looks que vi, separei os oito que mais me chamaram atenção.

Vem comigo!

1 – A escolha de Anthony Vaccarello, da Saint Laurent, para a cantora St. Vincent, foi o meu favorito. Sofisticação, audácia e alfaiataria definem o visual da artista. Para começar, adoro a musa do St. Laurent: pernas e ombros sempre à mostra, ela é sexy e elegante. Nem por isso, deixa de ser ousada. O gótico futurista ficou por conta do corte agudo na saia, reforçado pelo collant de veludo, o batom vinho e as rosas negras na cabeça.

Havia ainda espaço para misturar manga bufante e laço no look de um ombro só. Uma bela releitura dos anos 1980. O sapato minimalista acompanha a meia-calça não estampada. Outras características foram a ausência de cor e o reaparecimento da clássica meia fina. O visual é futurista e performático. O resultado: pura elegância e extrema ousadia.

Getty Images

St. Vincent, de Saint Laurent

 

2 – A simetria do vestido Valentino da atriz Nicole Kidman estava em total sintonia com a pegada futurista do azul royal. O corpete estruturado contrastava com o exagero do laço que, por sua vez, trazia movimento à peça. A saia esbanjou sensualidade. Abria a medida que se aproximava do chão, enquanto a longa fenda revelava um sapato clássico e sexy. O resultado: uma verdadeira obra de arte. A atriz Jennifer Garner também apostou no azul royal.

Getty Images

Nicole Kidman, de Armani Privé

 

3 – Sally Hawkins trouxe leveza e modernidade ao tapete vermelho quando optou pelo longo vestido maleável da Armani Privé. A manga longa, ombreiras pontudas e brilho da peça reforçaram a tendência oitentista, que desta vez dividiu espaço com a corda amarrada na cintura — um toque greco-romano. O prateado em conjunto com os ombros estruturados trouxeram o toque futurista recorrente no red carpet. É delicado, mas nada óbvio.

Getty Images

Sally Hawkins, de Armani Privé

 

4 – Falando em futurista, Jennifer Lawrence vestiu um Dior repleto de tachas metálicas na melhor versão da guerreira moderna. O corpete era uma armadura e abraçava o corpo de forma dramática e sensual. Maquiagem e unhas escuras acentuaram o lado dark da temporada e o resultado foi puro feminismo.

Getty Images

Jennifer Lawrence, de Dior

 

5 – Jane Fonda superou-se e arrasou no modelo Balmain. O vestido branco esbanjava feminilidade e modernidade. O corte sharp e inusitado da gola em conjunto com os ombros estruturados a transformaram em uma super-heroína do futuro. O visual, em meio à leveza do branco e à delicadeza da cauda, mais parecia o de uma rainha na trilogia Guerra nas Estrelas.

Getty Images

Jane Fonda, de Balmain

 

6 – O Versace de Lupita Nyong’o é uma escultura que mistura o antigo e o novo. Ombros de fora, drapeado e uma grande fenda compõem o look de deusa guerreira da atriz. A sensualidade do lamê misturado à firmeza do corpete unem Cleópatra, deusa e mulher moderna em um único vestido. Sem falar nas ombreiras bordadas com tachas douradas e a faixa no estilo miss. A peça esbanja a força dos anos 1980, a elegância dos anos 1960, reforça a beleza da mulher e tudo isso sem abrir mão do punk — que para esta temporada foi readaptado ao gótico. O resultado: um visual chique, sexy e digno de uma princesa.

Getty Images

Lupita Nyong’o, de Atelier Versace

 

7 – Gostei muito do Rodarte escolhido pela diretora Greta Gerwig. A cor está em alta e, particularmente, adoro um vestido amarelo complementado por um bom batom vermelho. Simples, elegante e delicado.

Getty Images

Greta Gerwig, de Rodarte

 

8 – Além da novidade da estampa rainbow, cores primárias, como azul e amarelo, estão em alta. Para a cerimônia do Oscar, Meryl Streep e Allison Jenney, eleita atriz coadjuvante pelo seu trabalho em Eu, Tonya, apostaram no vermelho. Foi no entanto o look chique e futurista do Valentino de Maya Rudolph que mais chamou minha atenção.

Getty Images

Maya Rudolph, de Valentino

 

Não poderia deixar de mencionar a atriz Frances McDormand, que apareceu em um belíssimo Valentino e surpreendeu a todos. Saiu do clássico monocromático, apostando em um gown bordado em dourado com mangas levemente bufantes e a cintura marcada. Além disso, escolhida como Melhor Atriz – pelo trabalho em Três Anúncios para um Crime – fez bonito em seu discurso, abordando assuntos como inclusão e feminismo, comovendo a plateia.

“Olhem ao redor. Todas nós temos histórias para contar e projetos para financiar. Não falem conosco sobre isso nas festas esta noite. Nos convidem para seus escritórios daqui uns dias. Ou venham aos nossos. O que for melhor para vocês. E contaremos tudo sobre nossas ideias. Tenho três palavras para deixar com vocês esta noite, senhoras e senhores: cláusula de inclusão.”

Essa foi a 90ª versão do Oscar e, mais uma vez, o tapete vermelho não decepcionou. A mistura oitentista com pegada futurista reinou na cerimônia: desde Jane Fonda e seu longo com ombreiras até o estilo minimalista de Sally Hawkins, que apostou em um look moderno e feminino. Amarelo, azul e vermelho compõem a paleta de cores da temporada em vestidos diversos. Veja na galeria outros looks que valem a pena conferir e até a próxima!

 



 


modatapete vermelhooscar 2018