Mais marcas brasileiras de moda se empenham contra o coronavírus

TIG, Avanzzo, Aramis, Carrano, Colcci, Lupo, Levi's, Hering e Mixed estão entre as empresas que têm implementando ações de solidariedade

modelos em cena de afetoAvanzzo/Divulgação

atualizado 07/04/2020 9:56

O coronavírus parou o mundo. Em tempos de isolamento social, comércio suspenso e incertezas econômicas, toda ajuda se faz necessária. Por isso, marcas e celebridades internacionais estão mobilizadas para ajudar a evitar o avanço da Covid-19. Anteriormente, a coluna mostrou que, no Brasil, marcas como Renner, Vivara, Riachuelo, Arezzo e Morena Rosa também se movimentaram em prol da causa.

À medida em que os dias passam, mais empresas se unem ao movimento com ações de solidariedade. TIG, Avanzzo, Aramis, Carrano, Colcci, Lupo, Levi’s, Mixed e Hering estão na lista. Entre as iniciativas, estão a confecção de máscaras de proteção, o lançamento de coleções-cápsulas com verba revertida para quem precisa, e doações diversas.

mulher de máscara com sacolas de compra
Por enquanto, a totalidade dos impactos do coronavírus na indústria fashion é imensurável. Em meio a incertezas, marcas brasileiras se unem em uma corrente de solidariedade
TIG

Uma das marcas empenhadas contra a Covid-19 é a TIG. A etiqueta lançou uma coleção-cápsula com o intuito de destinar parte dos lucros a comunidades carentes que estão enfrentando dificuldades devido à pandemia.

Batizada de Stay Home With TIG, a novidade inclui peças com mensagens positivas estampadas, remetendo à proteção, fé, amor e outras palavras de apoio. Além de trazer esperança em um momento difícil, a ideia é combinar o look de ficar em casa entre mãe e filha.

“Nós, da TIG, desejamos ressignificar este momento de dentro para fora. Vamos diminuir a tensão e insegurança do dia a dia, e ter mais fé que dias melhores virão. Emanando amor e positividades dos nossos corações, para quem mais amamos. Das nossas casas, para o mundo”, afirma Renata Figueiredo, fundadora da label.

Os itens podem ser comprados pelo site da TIG, sob encomenda, e também estão disponíveis via WhatsApp. A entrega é grátis para todo o Brasil. Uma porcentagem da verba será revertida para a Fundação Amor Horizontal, ONG idealizada pela digital influencer Carol Celico.

mãe e filha posam juntas
“Fique em casa” e “mantenha-se forte”: as roupas trazem mensagens

 

mãe e filha posam juntas
A ideia é combinar os visuais em família

 

mulher sentada no chão com roupa de animal print
Animal print na coleção Stay Home With TIG

 

mãe e filha posam juntas
Parte do lucro irá para a Fundação Amor Horizontal, que ajuda a crianças e jovens

 

Levi’s

A Levi’s Brasil pensou em uma ação fora do comum. A marca escolheu apoiar artistas da música, uma das áreas mais afetadas pelo cancelamento de eventos por causa da Covid-19.

A label criou um perfil no Spotify. Lá, os artistas interessados podem criar playlists especiais. A cada lista de faixas criada, o músico receberá um cachê e o mesmo valor será doado para projetos sociais.

Participaram da iniciativa o rapper BK; Raquel Virgínia, do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira; e o DJ carioca Rapha Lima. O material começou a ser disponibilizado nessa sexta-feira (03/04/2020).

Avanzzo

Em tempos de turbulência na moda, a Avanzzo quer fazer a diferença. A etiqueta brasiliense relançou o projeto Compartilhe Seu Estilo Avanzzo, que oferece itens novos em troca de usados.

A cliente deve separar peças da marca que não usa mais e disponibilizá-las para venda consignada. Depois, recebe um crédito para gastar. As peças não vendidas serão doadas para instituições. O foco serão mulheres em busca de recolocação no mercado de trabalho.

“Nós, da Avanzzo, estamos distantes fisicamente das nossas clientes, mas sempre juntas em pensamento. E em meio a tantas reflexões e planos, estamos reeditando o Compartilhe seu Estilo, projeto pioneiro e inovador em Brasília e que visa valorizar a economia circular e estimular novos valores e comportamentos de consumo, atitudes essenciais para um mundo mais sustentável”, observa Daniella Naegele, fundadora da grife.

A primeira fase do projeto já começou: a ideia é que as peças usadas sejam separadas no período de isolamento devido ao coronavírus. Os produtos poderão ser entregues quando o comércio voltar a funcionar.

Mulheres com vestidos
O projeto Compartilhe Seu Estilo Avanzzo foi relançado

 

Mulheres com roupas florais
O objetivo é fazer doações a instituições que apoiam mulheres em busca de recolocação no mercado de trabalho

 

mulheres com alfaiataria
Se o isolamento social tiver acabado, a curadoria nas lojas junto às gerentes pode acontecer de 30 de abril a 15 de maio
Aramis

A Aramis optou por dar roupas brancas a profissionais de saúde. Todo o estoque, formado por camisetas e polos na tonalidade neutra, entrou na campanha batizada de Vestindo Heróis.

camiseta branca
“A gente sabe que, neste momento, existem coisas mais importantes do que comprar roupas. Por isso, estaremos #VestindoHerois na linha de frente do combate ao coronavírus”, informou a Aramis em comunicado

 

modelo com polo branca e bermuda azul
Cerca de 5 mil peças brancas entrarão na doação inicial

 

Antes de concretizar a ação, a empresa consultou médicos para confirmar se a ajuda faria sentido. Pelas redes sociais, a grife de menswear convidou outras labels a fazerem o mesmo.

Inicialmente, cerca de cinco mil itens serão doados. Os primeiros devem ser destinados a um hospital do Sistema Único de Saúde (SUS). Outras unidades de saúde poderão solicitar peças por meio de mensagens diretas no Instagram da Aramis.

 

Mixed

Para colaborar, a Mixed criou uma t-shirt com vendas exclusivamente no e-commerce. O valor de todos os itens será entregue ao Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil, criado pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social.

“Em um momento delicado, em que a fé e o olhar ao próximo se fazem indispensáveis, a camiseta da Mixed recebe a estampa da Nossa Senhora Desatadora dos Nós – responsável por libertar seus fiéis de questões difíceis”, explicou a label. Em edição limitada, 50 peças serão vendidas.

blusa com imagem de Nossa Senhora Desatadora dos Nós
Camiseta com estampa de Nossa Senhora Desatadora dos Nós, da Mixed

 


Carrano

A Carrano, por meio da Henrich & Cia Ltda – detentora da marca gaúcha e responsável pela produção de sapatos -, começou a confeccionar máscaras. As fábricas receberam funcionários que se voluntariaram e geraram mais de 10 mil itens.

A empresa segue os critérios da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A princípio, as máscaras foram doadas à secretaria municipal de saúde da cidade de Santa Maria do Herval, no Rio Grande do Sul, além de hospitais da Bahia.

“Neste momento inusitado e difícil que estamos passando, devemos pensar no próximo e ajudar a quem mais precisa. Aproveitamos que nossas estruturas de produção estavam paradas e resolvemos usá-las para produzir um item essencial no controle da Covid-19 e que está em falta no sistema público de saúde”, afirmou Humberto Henrich, diretor financeiro da Carrano.

funcionária em fábrica
Segundo a Carrano, funcionários voluntários estão na confecção

 

funcionária em fábrica produzindo máscara
Mais de 10 mil máscaras foram doadas

 

Colcci

Com a mesma ideia, a Colcci também entrou na causa. A controladora da marca, AMC Têxtil, em parceria com a Secretaria de Saúde de Itajaí, em Santa Catarina, disponibilizou seu parque fabril e matéria-prima para a confecção de 100 mil máscaras. Elas serão distribuídas em instituições e comunidades carentes de várias cidades.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Colcci (@colccioficial) em

 

Lupo

Uma das marcas de underwear mais famosas do país, a Lupo também está produzindo máscaras para doação. “Estamos na fase final de desenvolvimento de um maquinário especial, nunca antes feito na fábrica, que realizará a costura do ‘plissado’, garantindo a adaptação ideal da máscara à face”, pontuou a label em comunicado à imprensa.

A marca mobilizou colaboradores para a produção. Depois de pronto, o material irá para a Santa Casa de Araraquara, no interior de São Paulo.

Hering 

A Hering também aderiu à luta. “Estamos juntos, mesmo à distância e, unidos somos mais fortes”, avisou nas redes sociais. A marca mobilizou parte de sua produção para confeccionar uniformes de proteção para profissionais da saúde.

“São milhares de peças que serão doadas a diversos hospitais. Um gesto da Hering com o objetivo de proteger as comunidades que, a cada troca de cuidado e empatia, se transformam em nossa família”, comunicou.

modelos em campanha da Hering
A Hering está entre as marcas que se solidarizaram com os profissionais de saúde

 

modelo com calça jeans e moletom em campanha da Hering
A empresa passou a produzir uniformes de proteção para ajudar. Na foto, uma campanha de moda da Hering

 

Coronavírus

Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia devido à rápida expansão do coronavírus pelo mundo. Inevitavelmente, os impactos também atingiram a indústria fashion.

Uma das recomendações gerais é evitar aglomerações e manter distância mínima de 1,5 m de outras pessoas. Se possível, ficar em casa em isolamento é uma medida muito importante para evitar a propagação da Covid-19.

É fundamental destacar que o vírus pode ficar incubado por duas semanas. Os primeiros sintomas podem aparecer nesse período, desde a infecção. Entre eles, febre, tosse e dificuldade para respirar.

As recomendações de prevenção incluem lavar frequentemente as mãos, não compartilhar objetos de uso pessoal, utilizar lenço descartável para higiene nasal e cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir.

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias