Estilo caubói e colares de pérola invadem a moda masculina

Mais do que tendências, novidades vistas entre homens da música e do cinema sinalizam uma reação direta ao tradicionalismo norte-americano

David Crotty/Patrick McMullan via Getty Images

atualizado 17/02/2020 10:41

Como noticiamos em abril de 2019, a disseminação da moda genderless e a singularidade da geração millennial aos poucos oxigenam as práticas da moda masculina. Hoje, homens abandonam o básico para se entregarem a texturas e cores. Estilos clássicos, como o western, e acessórios femininos, como os colares de pérola, têm sido difundidos entre eles em um protesto fashion que vai muito além de tendências.

Vem comigo saber mais!

A moda masculina sempre foi ligada a arquétipos, em parte pela facilidade de criar um visual mirando em um estilo específico. Há algumas temporadas, a imagem do lenhador foi amplamente utilizada nas ruas, em um comportamento apelidado como lumbersexual.

Christian Vierig/Getty Images
O mood lumbersexual ganhou força entre 2014 e 2015

 

Christian Vierig/Getty Images
Estilo é norteado pela imagem do lenhador

 

Posteriormente, foi a vez dos soldados e pescadores ganharem as ruas e, agora, a bola da vez são os caubóis. No entanto, não vá achando que a pegada country atual pode ser sintetizada no uso de chapéus e fivelas de vaqueiro. No movimento yee-haw, como vem sendo chamado no circuito internacional, a regra é ousar.

Christian Vierig/Getty Images
Estilo militar dominou a moda masculina entre 2017 e 2018

 

Christian Vierig/Getty Images
À época, o mood tradicionalmente marcado pelas estampas camufladas ganhou ares menos óbvios

 

 Estrop/Getty Images
Depois dos soldados, foi a vez dos pescadores chegarem às passarelas

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
Coleção de primavera/verão 2018/19 da Lanvin

 

 Frazer Harrison/Getty Images
Agora, as peças country ganharam seu lugar ao sol

 

Desde que o jovem Lil Nas X chegou à indústria fonográfica com o hit Old Town Road, é cada vez mais comum ver homens incorporando elementos western em suas produções. Não só pelo estilo, mas pelo o que isso passou a representar no cenário político norte-americano.

Reprodução/Youtube
Por meio do clipe de Old Town Road, Lil Nas X difundiu o mood vaqueiro

 

Com a presença de Billy Ray Cyrus na canção, Nas levou o “sertanejo” ao ranking dessa modalidade na Billboard, maior parada de sucesso dos Estados Unidos.

Mesmo com um veterano do estilo musical na composição, a música foi removida da lista por não ser suficientemente country, algo que, para muitos, foi lido como uma atitude racista.

“Um quarto dos caubóis nos anos 1800 eram negros. É desanimador o fato de Hollywood ter reduzido a figura ao que ela representava nos anos 1950 e 1960”, diz Bri Malandro, criador do termo yee-haw style, ao The Guardian.

Jason Kempin/Getty Images
Cantor de 20 anos investiu pesado nos chapéus, botas e franjas

 

Rodin Eckenroth/WireImage
Se Old Town Road não era country o suficiente, as produções do jovem não deixaram a desejar

 

Para Bri Malandro, a presença de Donald Trump na presidência norte-americana é um dos motivos pelo qual as composições rurais têm sofrido preconceito na moda masculina. “Não sou muito político, mas, desde que Trump está no cargo, ele causa segregação. Isso originou, nos negros, uma vontade de reafirmar a influência deles nessa cultura, algo que vem sendo apagado”, explica.

Nesse contexto, estilistas começaram a rejeitar tudo o que o vaqueiro representa no imaginário popular e, de repente, a imagem do caubói branco, cisgênero e colonial deu lugar a um boiadeiro extravagante e cheio de brilho.

Kevin Mazur/WireImage
Tendência vem reformulando a imagem tradicional do caubói 

 

Nomes independentes ligados à cultura gay, como Telfar e LaQuan Smith, se apropriaram do estereótipo em suas coleções. Grifes como Gucci, Christopher Kane, Louis Vuitton e Versace passaram a empregar traços sertanejos em seus compilados masculinos.

@telfarglobal/Instagram/Reprodução
Última coleção desfilada pela Telfar

 

@telfarglobal/Instagram/Reprodução
Marca mistura pegada rural com o streetwear

 

@laquan_smith/Instagram/Reprodução
Na Laquan Smith, o vaqueiro também ganhou uma nova visão

 

Jeff Kravitz/FilmMagic
Lil Nas X veste Gucci em apresentação

 

@christopherkane/Instagram/Reprodução
A interpretação do mood segundo Christopher Kane

 

Edward Berthelot/Getty Images
Diplo, de Louis Vuitton, na última semana de moda masculina de Paris

 

@versace/Instagram/Reprodução
Nova campanha da Versace

 

Com cada vez mais etiquetas investindo na proposta, o conceito entrou na mira dos stylists, nos red carpets e no street style. Enquanto Nick Jonas, Quavo e Dylan Sprouse deram à gravata bolo tie da Prada o mesmo status que os harnesses da Louis Vuitton alcançaram na temporada de premiações passada, Post Malone e Diplo incorporaram o yee-haw de maneira mais enfática.

Darren Gerrish/WireImage for Matchesfashion
O stylist Luke Day abraçou a novidade

 

Daniele Venturelli/WireImage
Nick Jonas finalizou sua produção do Globo de Ouro 2020 com gravata bolo tie da Prada

 

Mairo Cinquetti/NurPhoto via Getty Images
O rapper Quavo também tem investido no acessório

 

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for Prada
O ator Dylan Sprouse no show masculino da Prada, em janeiro deste ano

 

@diplo/Instagram/Reprodução
Diplo e Post Malone se provaram os maiores amantes da nova tendência

 

@diplo/Instagram/Reprodução
DJ mira em combinações mais clássicas

 

@diplo/Instagram/Reprodução
Acessórios e detalhes elevam informação de moda dos looks monocromáticos

 

@diplo/Instagram/Reprodução
A revista masculina GQ trouxe um editorial inteiro com o Diplo vaqueiro

 

Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic
Post Malone é mais ousado em suas escolhas

 

Dan MacMedan/Getty Images
As produções country do cantor são carregadas de brilho…

 

Frazer Harrison/Getty Images
… e cores vibrantes

 

Na semana de moda masculina de Paris, em janeiro deste ano, os chapéus de caubói reinaram absolutos. O acessório clássico da moda vaqueira surgiu entre bigodes proeminentes, camisas de flanela, botas e fivelas que brilhavam a metros de distância.

Claudio Lavenia/Getty Images
Luke Day não poderia deixar o estilo de lado

 

Edward Berthelot/Getty Images
Stylist usou os mais diversos conceitos da proposta

 

Imaxtree
Outro look registrado na semana de moda masculina de Paris

 

Edward Berthelot/Getty Images
No New York Fashion Week, realizado na semana passada, os caubóis também marcaram presença

 

No Grammy 2020, a tendência se consagrou e mostrou que não deixará o mercado tão cedo. Lil Nas X, o precursor do glamour de rodeio, optou por um visual rosado Atelier Versace, agregando uma pegada fetichista com um harness por baixo da jaqueta country.

@diplo/Instagram/Reprodução
Billy Ray Cyrus, Orville Pack, Lil Nas X e Diplo protagonizaram a invasão country no Grammy 2020

 

David Crotty/Patrick McMullan via Getty Images
Vencedor de dois prêmios, Nas agregou pegada fetichista ao estilo

 

Billy Porter, conhecido por sua ousadia sem precedentes, finalizou um macacão de cristais com um chapéu alegórico de franjas que literalmente se abria para mostrar o rosto do ator. E não poderíamos deixar de mencionar Orville Peck, que só faltou “laçar um boi” tamanha a inspiração nesse universo.

Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/via Getty Images
Billy Porter, de Baja East, no Grammy 2020

 

Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/via Getty Images
Orville Peck, de Dior, e Diplo
Pérolas para eles

Desde que marcas como Dior, Alexander McQueen e Ryan Roche exibiram tiaras e acessórios tipicamente femininos em suas coleções masculinas, os colares de pérolas estão aparecendo cada vez mais entre homens da música e do cinema.

No Grammy 2020, os irmãos Joe e Nick Jonas apostaram na joia para a performance de What a Man Gotta Do, enquanto Usher elegeu as bolinhas brancas para a festa da Sony, logo após a premiação musical.

Kevin Mazur/Getty Images for The Recording Academy
Jonas Brothers em performance no Grammy 2020

 

Steve Granitz/WireImage
Shawn Mendes finalizou terno Paul Smith com colar de pérolas assinado por David Yurman, no American Music Awards

 

Jesse Grant/Getty Images for Sony
Usher e Destiny Rogers em festa pós-Grammy da Sony Music Entertainment

 

“Ver que Shawn Mendes e Joe Jonas estão experimentando tendências historicamente femininas, como os colares de pérolas, é um indicador claro de que toda novidade pode ser usada pelos homens hoje, independentemente do passado. A moda e o entretenimento estão entrando em um período onde não apenas as mulheres brincam com as tendências não-binárias”, conclui o stylist Andrew Gelwicks, ao Page Six Style.

Billy Porter, A$AP Rocky e Harry Styles também ostentaram pérolas nos últimos meses.

“Pessoalmente, eu amo essa tendência. Os homens estão se divertindo com a moda sem se amarrarem a estereótipos tradicionais de gênero”, diz o stylist Adam Ballheim, que trabalha com nomes como Zachary Quinto e Jharrel Jerome.

Steven Ferdman/Getty Images
Billy Porter na pré-estreia do filme Like A Boss

 

Daniel Zuchnik/Getty Images
O rapper A$ap Rocky chega ao desfile da Loewe no Paris Fashion Week

 

Theo Wargo/WireImage
Harry Styles apostou em brinco de perolas no Met Gala 2019

Colaborou Danillo Costa

Últimas notícias