Dior convida artista brasileira para assinar bolsa icônica

A carioca Maria Nepomuceno foi uma das participantes da edição 2020 do projeto global Lady Art

atualizado 13/01/2020 10:34

Divulgação/Dior

A Lady Dior é uma das bolsas mais icônicas de todos os tempos. Batizada em homenagem a ninguém menos que a Princesa Diana, o clássico acessório se tornou o mais famoso da grife francesa. Na edição do projeto Lady Art deste ano, a maison comandada por Maria Grazia Chiuri convidou 11 artistas para assinarem versões repaginadas da it bag. Entre os participantes, está a brasileira Maria Nepomuceno.

Vem comigo!

Reprodução/Dior

Maria Nepomuceno é a primeira brasileira a assinar uma Lady Dior. A artista plástica nasceu na capital do Rio de Janeiro e começou a estudar arte na adolescência.

Aos 44 anos, dedica-se ao que chama de “organismos”, esculturas trançadas e tecidas com elementos da natureza. Investe no artesanato popular e incorpora trabalhos coletivos de comunidades indígenas, além de tecelãs nordestinas.

No Brasil, Maria Nepomuceno é representada pela galeria A Gentil Carioca. Já no exterior, pela Galeria Victoria Miro, de Londres, e pela Galeria Sikkema Jenkins, de Nova York.

Pedro Loreto/Divulgação/Dior
Maria Nepomuceno é carioca

 

Divulgação/Dior
O trabalho da artista é composto pelo que denomina “organismos”

 

Na versão própria da Lady Dior, a brasileira apostou no veludo vermelho e pele de cordeiro. A bolsa foi bordada com pérolas naturais, miçangas coloridas, lantejoulas e flores de macramé. Joalharia em metal dourado envelhecido, glitter e adereços de couro complementam o item.

Pedro Loreto/Divulgação/Dior
A Lady Dior assinada por Maria Nepomuceno é vermelha

 

Pedro Loreto/Divulgação/Dior
A bolsa foi enfeitada manualmente

 

Divulgação/Dior
Os detalhes bordados contornam a bolsa por inteiro

 

Divulgação/Dior
Parte traseira do acessório. Sensacional!

 

O resultado ficou incrível. A ideia de Maria Nepomuceno foi empregar detalhes que contornassem a bolsa por inteiro.

“Algumas partes foram coladas, mas, principalmente, a questão da artesania e da costura manual, que é importante para o meu trabalho”, afirmou Maria Nepomuceno em vídeo de divulgação. “Foi muito legal trabalhar com um objeto pequeno”, completou.


Veja a explicação na íntegra:

A simbólica bolsa foi criada em 1994, sob direção criativa de Gianfranco Ferré, e com um nome diferente: Chouchou. Desde o começo, o objetivo foi desenvolver um acessório com identidade forte e que carregasse o DNA da label. Foi inspirada na cadeira de Napoleão III, usada por Christian Dior no primeiro desfile da história da etiqueta, em 1947.

No ano de 1995, a Princesa Diana ganhou uma peça de presente da então primeira-dama da França, Bernadette Chirac, ao visitar Paris. Em seguida, foi fotografada com o gift em diversos momentos, o que fez o modelo ser rebatizado como Lady Dior.

Em mais de 20 anos de história, a it bag passou por poucas alterações. Em determinados momentos, ganhou novos tamanhos, materiais, aplicações e tonalidades.

Tim Graham Photo Library via Getty Images
O nome da bolsa mais famosa da Dior foi inspirado na Princesa Diana

 

Tim Graham Photo Library via Getty Images
A Princesa de Gales ganhou o acessório de presente da então primeira-dama da França, Bernadette Chirac

 

O projeto Lady Art foi lançado em 2016. Idealizada por Maria Grazia Chiuri, a iniciativa propõe que artistas reinterpretem o acessório a partir das próprias visões e experiências.

Para a edição de 2020, a Dior convidou 11 artistas de várias nacionalidades para se juntarem à parceria. Além de Maria Nepomuceno, foram convocados Jia Lee, Joana Vasconcelos, Guangle Wang, Marguerite Humeu, Mickalene Thomas, Eduardo Terrazas, Kareiei Naha, Rahuda Athi-Patra Ruga, Raqib Shaw e Rina Banerjee.

Entre os países de origem, estão Portugal, Estados Unidos, Japão e França. Em produção, os itens terão quantidades limitadas e variam de preço.

As bolsas já estão disponíveis na boutique Dior’s Miami Design District e, aos poucos, chegam em lojas selecionadas pelo mundo. Nos próximos dias, a versão desenvolvida pela artista plástica brasileira deve ficar disponível no e-commerce da Dior.

 

Veja os produtos de outros artistas na galeria:

0

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias