Cresce o número de produtos voltados ao mês do Orgulho LGBT

Com um poder de compra avaliado em US$ 3,6 trilhões, consumidores homoafetivos reorientam foco do comércio no mês de junho

atualizado 27/06/2019 15:02

Divulgação

Já se tornou comum o lançamento de coleções voltadas ao mês do Orgulho LGBT. No ano passado, por exemplo, a coluna noticiou seis marcas nacionais e internacionais que investiram em produtos dedicados à comunidade gay em junho. Contudo, o número de linhas criadas em homenagem à causa em 2019 é surpreendente.

Adidas, Nike, Converse, Reebok, Ralph Lauren, Michael Kors, Calvin Klein, Levi’s, Diesel, Renner, C&A, Riachuelo, Amaro, Livo, Eva, American Apparel, Gap, Disney, Banana Republic, Dr. Martens, Helmut Lang, ASOS, H&M, Target, Macy’s, J. Crew, John Varvatos, Under Armor, Teva, Ugg… a lista não acaba!

Não se sabe se o crescimento deste tipo de ação está ligado à responsabilidade social, aspecto que ganha cada vez mais espaço nas empresas do universo fashion, ao aniversário de 50 anos da Revolta de Stonewall ou a motivos puramente comerciais. O fato é: o arco-íris está em todas!

Vem conferir comigo as peças mais legais lançadas em homenagem ao mês do Orgulho LGBT!

Um marco para a comunidade LGBT, a Revolta de Stonewall completa 50 anos em 2019, o que estimulou várias etiquetas internacionais a entrarem no grupo de empresas apoiadoras da causa gay. Em meio à polarização da sociedade brasileira vive, muitas marcas nacionais ainda optam pela cautela quando o assunto é o apoio ao público homoafetivo.

Porém, diante os marcadores econômicos da classe, incluir a luta em prol da diversidade entre as estratégias de responsabilidade social das companhias começou a soar mais rentável. Apenas em 2018, o público LGBT movimentou US$ 3,6 trilhões ao redor do globo, de acordo com um relatório da consultoria britânica LGBT Capital. O valor supera o PIB da França, para se ter uma ideia.

Reprodução / Instagram @neybarrosoficial
Parada LGBT de São Paulo insere mais de R$ 280 milhões na economia da cidade

 

Por aqui, segundo a Out Leadership, organização que desenvolve iniciativas ao público gay, o poder de compra do segmento é estimado em US$ 133 bilhões, o que corresponde a 10% do nosso PIB. No ranking mundial, ficamos à frente de países como Itália, Holanda, Espanha e Canadá, tornando a sociedade LGBT brasileira uma mina de ouro a ser desbravada.

Para Fábio Mariano Borges, professor de comportamento do consumo da ESPM-SP, essa movimentação das etiquetas, no entanto, não gira apenas em torno do pink money (o cobiçado poder aquisitivo do público gay).

“As marcas hoje estão preocupadas em exercer um papel de cidadania. Falamos muito de marketing de causa e propósito, e essas etiquetas abraçam as causas que atendem aos Direitos Humanos. Junho, por ser o mês oficial do Orgulho LGBTI, é uma época na qual esse público está mais propenso a consumir. Uma das principais formas de expressão acontece por meio de produtos. Mas, obviamente, as labels não deixam de celebrar e de ter um melhor faturamento”, disse ao Globo.

Divulgação
Número de coleções dedicadas ao mês do Orgulho LGBT cresce a cada ano

 

Divulgação/Disney
Disney é uma das empresas que investe neste tipo de ação

 

Ainda assim, muitas pessoas têm julgado tais iniciativas como oportunistas. A Riachuelo, do Grupo Guararapes Confecções, é uma das empresas que decidiu homenagear o mês do orgulho LGBT, mas o apoio do dono da holding, Flávio Rocha, ao presidente Jair Bolsonaro acabou levando os consumidores a questionar a real intenção da campanha.

Nas publicações da rede, os seguidores não deixaram o posicionamento político do empresário passar em branco:

Divulgação/Riachuelo
Riachuelo apostou em coleção que celebra o orgulho LGBT, mas produtos não foram tão bem recebidos nas redes

 

 

Reprodução/Instagram
Seguidores da rede de lojas afirmam que tática mira no pink money

 

Todavia, a maioria dos produtos que chegou ao mercado neste mês foi recebida com entusiamo, mostrando as muitas possibilidades para o conjunto de cores símbolo da luta LGBT. Veja os produtos mais legais lançados:

Michael Kors

Não é de hoje que Michael Kors apoia a causa LGBT. Há mais de três décadas, o designer oferece refeições a comunidades marginalizadas. Quase 2 milhões de pessoas são atendidas anualmente. Em 2019, o estilista apresenta a coleção-cápsula #MKGO Rainbow. Uma das camisetas do trabalho tem 100% de sua renda revertida para a ONG God’s Love We Deliver.

Divulgação/Michael Kors
Bella Hadid estrela campanha da Michael Kors

 

Divulgação/Michael Kors
Compilado tem vestido de paetê e saia plissada

 

Ralph Lauren

Em parceria com a Stonewall Community Foundation, a Ralph Laurent apresentou a coleção #PrideRL, composta por uma camiseta, uma polo, um moletom, uma bolsa e um boné estampados com a bandeira do orgulho. Parte da venda da coleção será direcionada a ONGs que trabalham com a comunidade LGBT.

Divulgação/Ralph Lauren
Emblema da Ralph Lauren, reinventado a partir da bandeira LGBT

 

Levi’s

A Pride Collection, da Levi’s, também tem calças, jaquetas e acessórios coloridos que trazem o arco-íris do movimento LGBT. Os lucros da coleção irão para a OutRight Action International, organização que trabalha em prol dos direitos da comunidade.

Divulgação/Levi's
Jaqueta ganhou arco-íris bordado na gola

 

Divulgação/Levi's
Uma das camisetas da Pride Collection

 

Diesel

Intitulada Pride, a ação da Diesel inclui 20 peças, entre camisetas, moletons, suéteres, sutiãs e toalhas de praia. Nos produtos, a logo da gigante do jeanswear aparece nas cores do arco-íris com a palavra “Pride” abaixo. Uma parte dos rendimentos será doada à iniciativa Stonewall Inn Gives Back.

Divulgação/Diesel
Diesel investiu em versão diferenciada de sua logo

 

Calvin Klein

Protagonizada pela atriz e modelo Indya Moore, ícone da luta trans, a ação da Calvin Klein agraciará a fundação Human Rights Campaign. A coleção Nothing But Pride conta com camisetas, moletons, jaquetas e acessórios nas cores da bandeira do orgulho LGBT.

Divulgação/Calvin Klein
Indya Moore é a estrela da campanha da Calvin Klein

 

Converse

Assim como em anos anteriores, a Converse apostou no solado multicolorido feito em homenagem à comunidade LGBT. Para 2019, as novidades são o brilho e os modelos com as cores da bandeira transexual. A linha ainda inclui roupas com design inspirado nos anos 1960 e 1970. Parte das vendas da Pride Collection será doada a ONGs que trabalham em ações sociais ligadas à diversidade.

Divulgação/Converse
Solado dos tênis apresentados em junho

 

Divulgação/Converse
Modelo que exalta a bandeira trans

 

Nike

A coleção BETRUE homenageia Gilbert Baker, criador da bandeira gay. Para celebrar o legado do artista, a Nike, em parceria com o Gilbert Baker Estate, criou um conjunto de roupas e calçados que trazem a bandeira original de oito cores, outros símbolos do orgulho e toques “Gilbert-y” – como bordados artesanais e detalhes reluzentes. No Brasil, parte dos lucros será revertida à Casa 1, um centro cultural de acolhimento ao público LGBT.

Divulgação/Nike
Alguns do itens lançados pela Nike

 

Adidas

A bandeira LGBT também dá vida aos produtos Adidas. A coleção da gigante esportiva, chamada de Pride Pack, reformulou vários hits da marca, como o Ultra Boost 19 e o Temper Run. Os modelos ganharam as cores do arco-íris. A campanha da linha é assinada ela fotógrafa Gia Goodrich, conhecida por celebrar o público gay em seu trabalho.

Divulgação/Adidas
Campanha da Adidas

 

Reebok

A bandeira do Reino Unido, característica nos modelos de tênis da etiqueta, foi substituída pelo símbolo LGBT no Pride Pack da Reebok. Três dos modelos mais icônicos da marca, camisetas, meias e faixa de cabelo fazem parte do compilado. Parte do lucro das vendas será revertida para a Fenway Health, centro de saúde americano que se dedica ao bem-estar da comunidade.

Divulgação/Reebok
Reebok trocou bandeira britânica pela do orgulho LGBTq em três de seus modelos icônicos

 

Dr. Martens

O modelo 1460, clássico da Mr. Martens, também ganhou uma versão multicolorida. A etiqueta britânica ainda lançou cadarços e meias com a bandeira do orgulho estampada. O dinheiro arrecadado será cedido ao Trevor Project, que oferece intervenções em situações de crises emocionais e prevenção de suicídio para jovens LGBT.

Divulgação/Dr. Martens
Dr. Martens recriou modelo 1460 com cores do arco-íris

 

C&A

A C&A celebra a diversidade na coleção Pride. O trabalho foi pensado para destacar as cores da bandeira do movimento LGBT e conta com jaquetas corta-vento em modelagens oversized, além de shorts, meias, camisetas e bodies com frases de empoderamento. Os acessórios são outro ponto alto da coleção: diversas opções de brincos, bonés e shoulder bags, hit do street style.

Divulgação/C&A
Corta-vento oversized com bandeira LGBT

 

Divulgação/C&A
Short multicolorido da C&A

 

Amaro

A ONB Casa 1 também será o alvo das doações do e-commerce Amaro. Toda a renda alcançada na venda das camisetas, estampadas com a frase Love Wins, será destinada ao centro de amparo.

Colaborou Danillo Costa

Últimas notícias