*
 
 

Foi-se o tempo em que, para ser modelo, era preciso ser alta e magra. Atualmente, a diversidade é um pedido necessário e recorrente. É tempo de combater a propagação de estereótipos e padrões de beleza. Afinal, as consumidoras querem campanhas que se adequem à realidade de todos os tipos de mulheres.

Diante dessas mudanças, o mercado finalmente passou a dar destaque para modelos plus size. Pelo mundo, elas quebram barreiras e levantam a bandeira da representatividade e da autoestima. Na lista, Tabria Majors, Ashley Graham, Iskra Lawrence, Kate Wasley, além das brasileiras Fluvia Lacerda e Barbie Ferreira.

Vem comigo saber mais!


Ashley Graham
Ashley Graham é um dos nomes mais conhecidos de modelos plus size. A norte-americana conquistou fãs pelo mundo e atualmente soma quase oito milhões de seguidores nas redes sociais.

Ela já estampou a capa de revistas renomadas, como Vogue, Glamour, Elle, Harper’s Bazaar e Sports Illustrated. Também é queridinha da Levi’s.

Ashley representa e cativa mulheres pelo mundo todo por se posicionar contra marcas que continuam a propagar práticas antigas e ditam regras irreais em relação aos corpos femininos, como a Victoria’s Secret.



Uma das palestras de mais repercussão do projeto TED Talks foi a de Ashley em 2015. Na ocasião, ela deu uma aula de amor próprio e aceitação.

“Não há muitas mulheres que falam sobre as suas imperfeições como eu, e fico feliz por poder ser a voz que lhes diz ser normal ter celulite. Pensem e falem positivamente sobre os seus corpos e os de outras mulheres e nunca se compararem a alguém”, declarou a modelo. “Não há um tamanho certo ou errado. Todos temos constituições físicas diferentes e isso é uma coisa boa. Celebrem e aceitem nossas diferenças”, completou.

Getty Images

Ashley desfilou pela Dolce & Gabbana no Milão Fashion Week, em setembro

 

Reprodução/Instagra/@ashleygraham

A modelo tem 35 anos e 1,75 metros de altura

 

Reprodução/Instagra/@ashleygraham

Ela arrasa nos cliques

 

Reprodução/Instagra/@ashleygraham

A modelo usa o Instagram para divulgar trabalhos e também momentos de descontração

 

Getty Images

Ashley em evento

 

Iskra Lawrence
A inglesa Iskra Lawrence é a garota-propaganda da marca de lingeries Aerie e e já posou para outras grifes, como a Lane Bryant. Uma das características de Iskra é que ela não aceita Photoshop ser usado em suas fotos. Alguns fãs comentam a semelhança dos traços da modelo com os de Gigi Hadid.

A modelo tem o costume de usar as redes sociais para defender a diversidade e incentivar os seguidores a se importarem menos com a opinião alheia. Em um post, por exemplo, ela divulgou um vídeo no Instagram no qual aparece comendo salgadinho em câmera lenta.

“Eu não estou incentivando a má alimentação. Eu como o que eu quero com moderação. Também faço refeições saudáveis em casa e me exercito regularmente”, escreveu. “Ninguém deve se importar com o que os outros pensam de você. Você decide o que quer fazer”, completou a modelo.

Reprodução/Instagra/@iskra

Iskra tem mais de quatro milhões de seguidores no Instagram

 

Reprodução/Instagra/@iskra

Ela faz posts para incentivar o amor próprio e cuidados com a saúde mental

 

Reprodução/Instagra/@iskra

Em campanha para a Aerie

 

Reprodução/Instagra/@iskra

A modelo fez trabalhos com a L’Oréal

 

Reprodução/Instagra/@iskra

Iskra pelas ruas de Paris

 

Fluvia Lacerda
A brasileira Fluvia Lacerda é uma das pioneiras da moda plus size no Brasil. Ela foi descoberta nos Estados Unidos, quando trabalhava como babá. A top já fez várias campanhas de lingerie. Foi a primeira modelo do segmento, no mundo, a estampar a capa da Playboy.

A carioca fala sobre os desafios enfrentados por mulheres que não se encaixam nos padrões irreais de beleza. Recentemente, ela levantou a questão da dificuldade de encontrar roupas para ocasiões mais rebuscadas. “Ser mulher gorda, ter de ir para um evento de gala e se vestir maravilhosamente bem, é foda, independentemente de ser no Brasil, Estados Unidos ou Europa. Achar roupa legal à altura é muito difícil”, desabafou.

No entanto, isso não impede Fluvia de conquistar cada vez mais espaço no mundo fashion. O sucesso é tanto que ficou conhecida como a “Gisele Büdchen do plus size“. Neste ano, tornou-se realmente uma das estrelas do canal E! Fluvia vai participar do reality Beleza GG, no qual mostrará a rotina de três modelos.

Reprodução/Instagra/@fluvialacerda

Fluvia tem cerca de 320 mil seguidores nas redes sociais

 

Reprodução/Instagra/@fluvialacerda

Ela também capricha nas selfies

 

Reprodução/Instagra/@fluvialacerda

Fluvia em Barcelona

 

Reprodução/Instagra/@fluvialacerda

Ela faz posts de verão

 

Reprodução/Instagra/@fluvialacerda

A brasileira varia nas poses

 

Tabria Majors
Conhecida por promover o empoderamento feminino,  Tabria Majors também está no time das modelos plus size que estão fazendo sucesso. Ela faz parte do movimento body positive, o qual incentiva às mulheres amarem seus corpos como são. Hoje, a norte-americana já conquistou mais de um milhão de seguidores no Instagram.

Nos cliques nas redes sociais, Tabria faz questão de mostrar as curvas e sempre encoraja outras mulheres a fazerem o mesmo. A modelo também já estrelou o catálogo da Sports Illustrated.

Neste mês, o diretor de marketing da Victoria’s Secret, Ed Razek, soltou comentários preconceituosos em relação a modelos trans e plus size, durante entrevista à Vogue. Tabria estava entre as modelos que repudiaram a declaração do executivo. “Então, Ed Razek, você tentou fazer um desfile plus size há 20 anos e não funcionou? Se ainda não entendeu, #bodypositivity está aqui para ficar. Tente de novo”, postou.

Reprodução/Instagra/@tabriamajors

Tabria conquista cada vez mais seguidores nas redes sociais

 

Reprodução/Instagra/@tabriamajors

A modelo faz questão de mostrar as curvas

 

Reprodução/Instagra/@tabriamajors

Ela faz posts de apoio ao movimento Body Positive

 

Getty Images

Durante evento da Sports Illustrated

 

Reprodução/Instagra/@tabriamajors

Tabria fez clique com biquíni estampado em animal print

 

Barbie Ferreira
“Modelo com curvas”: assim Barbie Ferreira gosta de ser chamada. Norte-americana com origem brasileira, ela tem o costume de fazer críticas à indústria da moda e à perpetuação de estereótipos. A top defende que as modelos não sejam divididas por rótulos.

Com cerca de 500 mil seguidores nas redes sociais, a modelo não esconde estrias e celulites nas fotos. Profissionalmente, ela representa a marca de roupa íntima Aerie. Além disso, participa de outras campanhas e investe na carreira de atriz.

Em entrevista à TIME, Barbie revelou ser extremamente insegura em relação ao próprio corpo na infância e na adolescência. Ela não se sentia representada pelas mulheres na TV ou nas revistas, pois quase todas eram magras. “Não queremos nos sentir excluídas do resto do mundo. A mídia deve retratar o que realmente somos como sociedade”, declarou.

Reprodução/Instagram/@barbienox

Barbie Ferreira é norte-americana com origem brasileira

 

Reprodução/Instagram/@barbienox

Ela arrasa nos cliques

 

Reprodução/Instagram/@barbienox

Barbie adora mostrar as curvas

 

Reprodução/Instagram/@barbienox

A modelo tem cerca de 500 mil seguidores no Instagram

 

Reprodução/Instagram/@barbienox

Ela faz posts descontraídos

 

Kate Wasley
Entre as modelos plus size de sucesso, também está Kate Wasley. A australiana é famosa por fazer posts comparando fotos com e sem retoques. A ideia é desmistificar o ideal de perfeição.

Neste ano, depois de uma foto das duas juntas de biquíni, ela e a amiga Georgia Gibbs receberam críticas. Isso porque Gibbs, que já participou do reality show Australia’s Next Top Model, estava muito magra no clique. Alguns seguidores acusaram a modelo de ter editado a imagem para Kate ficar mais gorda.

Em reposta, as amigas criaram um perfil no Instagram para driblar a gordofobia. “São duas mulheres, não uma magra e outra curvilínea. Parem de comparar todo mundo e aceitem que cada pessoa é bonita do seu jeito”, escreveram.

A trajetória de Wasley não foi fácil. Ela enfrentou um distúrbio alimentar, até buscar apoio profissional. “Recorri a alguns médicos que me ajudaram muito, e, neste momento, estou no meu melhor. Não me preocupo com aquilo que os outros pensam sobre mim”, disse em entrevista recente. Atualmente, ela é uma das modelos da Sports Illustrated.

Reprodução/Instagra/@katewas_

Kate Wasley é australiana

 

Reprodução/Instagra/@katewas_

Kate faz parte do movimento Body Positive

 

Reprodução/Instagra/@katewas_

Ela também é ligada na moda

 

Reprodução/Instagra/@katewas_

Kate aproveita momentos na praia

 

Reprodução/Instagra/@katewas_

Ela também arrasa no carão

 

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Rebeca Ligabue



 


modadiversidademodelosrepresentatividadepluz size