*
 
 

A vice-presidente da OAB-DF, Daniela Teixeira, caiu na armadilha das falsas páginas de órgãos públicos nas redes sociais.

A advogada, com muito trânsito no meio jurídico, questionou duramente a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) com base em publicação de falso perfil da mais alta Corte do país. E, como ela patrocinou o post, obviamente aumentou o alcance da gafe.

A falsa enquete convidava os seguidores a opinar sobre a prisão após segunda instância, assunto que tem movimentado o plenário do STF e a política nacional.

Confira:

A assessoria de imprensa do Supremo informou que desconhecia a conta falsa no Instagram. “Os canais oficiais do STF estão no Youtube e Twitter, além de página na internet”, esclareceu a Corte.

Assim que soube do erro, Daniela apagou prontamente o post com as críticas. Mas, à coluna, destacou a quantidade de seguidores do perfil fake: “Tinha nome oficial, 23 mil seguidores, imagens do fotógrafo do STF. Só soube que não eram informações institucionais depois da repercussão”, explicou.



prisão em 2ª instânciafakenews; STF; OAB-DFinstagram; perfil falso
 


COMENTE

Ler mais do blog