TSE julga, na próxima quinta-feira, cassação do mandato de José Gomes

Distrital foi condenado, por unanimidade, pelo TRE-DF, à perda do cargo na CLDF por abuso de poder econômico

atualizado 18/08/2020 18:36

Hugo Barreto/Metrópoles

Está marcado para a próxima quinta-feira (20/8) o julgamento do processo de cassação do mandato do deputado distrital José Gomes (PSB) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O processo está sob a relatoria do ministro Og Fernandes.

O deputado foi condenado por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), em 11 de abril de 2019, à perda da cadeira na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) por abuso de poder econômico.

Como mostrou o Metrópoles, Gomes teria coagido funcionários da empresa Real JG Serviços Gerais durante a eleição de 2018. O parlamentar foi denunciado por trabalhadoras demitidas após se recusarem a fazer campanha para ele. Estão anexados ao processo áudios de um primo de José Gomes nos quais ele pede que os empregados fossem leais ao empresário e votassem nele.

Em maio deste ano, o Ministério Público Eleitoral (MPE) se manifestou pela manutenção da cassação. “O abuso de poder econômico está configurado, na medida em que o candidato José Gomes, exorbitando sua função de empresário e empregador de milhares de pessoas, valeu-se dessa condição para coagir e ameaçar seus funcionários a se engajarem em sua campanha eleitoral”, destacou o procurador Renato Brill de Góes.

0

Últimas notícias