Telma Rufino e Luzia de Paula voltam à CLDF. Mas agora vão bater ponto

As ex-deputadas assumiram cargos nas lideranças do Pros e do PSB, partidos que representavam na última legislatura

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 02/01/2019 17:37

As ex-deputadas Telma Rufino (Pros) e Luzia de Paula (PSB) continuarão na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) em 2019. Agora, no entanto, terão que bater ponto.

Telma foi nomeada para o gabinete da liderança do Pros. Terá salário bruto de R$ 15.148,75. A distrital chegou a ser diplomada, em cerimônia no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Horas depois, no entanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou o registro partidário de Jaqueline Silva (PTB). Com menos votos, Telma perdeu a vaga para a novata.

Já Luzia de Paula (PSB) teve apenas 9.482 votos e ficou de fora. Eleita pelo extinto PEN, ela passou pela Rede e depois embarcou no PSB, partido do então governador Rodrigo Rollemberg.

Agora, ocupará um posto no gabinete da liderança do PSB. O salário será ainda mais generoso do que o da ex-colega de plenário: R$ 19.761,77 brutos.

Veja:

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Gabriella Furquim

Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), com experiência em redação, assessoria de imprensa e gestão de comunicação. Atua na área desde 2009. Integrou as equipes de reportagem e edição dos jornais Correio Braziliense e Aqui DF. Em 2014, coordenou a comunicação da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente, Seção Defence for Children Brasil (Anced/ DCI Brasil), e do projeto internacional Red de Coaliciones Sur. De 2015 a 2017, foi assessora de imprensa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Últimas notícias