Taxa Alta: MP do Paraná denuncia irmãos Pantazis por organização criminosa

Empresários brasilienses também são acusados de abuso de poder econômico, falsidade ideológica e vantagem na execução de conta

atualizado 15/08/2020 14:55

Pantazis são denunciados pelo MP Reprodução

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou os empresários Alexandre Georges e Basile Pantazis por organização criminosa, abuso de poder econômico, falsidade ideológica, irregularidade na inexigibilidade de licitação e vantagem na execução de contrato.

Os irmãos foram alvo da Operação Taxa Alta, que apura irregularidades no credenciamento de empresas para o registro digital de financiamento de veículos. De acordo com os investigadores, servidores do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) atuaram para beneficiar a empresa brasiliense Infosolo Informática.

As fraudes teriam dificultado o acesso de outras empresas ao edital de seleção para a oferta do serviço aos consumidores paranaenses, beneficiando, assim, a família dos gregos, como os empresários são conhecidos em Brasília. Sem concorrência, a Infosolo teria cobrado taxas mais altas do que as praticadas em outros estados, arrecadando, irregularmente, de acordo com o MP, quase R$ 80 milhões, entre novembro de 2018 e junho de 2019.

Além dos irmãos, outras nove pessoas foram denunciadas – todas pelos mesmos crimes. Na lista de investigados há cinco servidores públicos e seis empresários, contando os dois integrantes da família Pantazis.

A sede da Infosolo fica em Brasília, na região de Bernardo Sayão, próximo ao Núcleo Bandeirante. O endereço foi um dos alvos dos mandados de busca e apreensão do Ministério Público do Paraná durante as investigações. Também foram cumpridos mandados em outros endereços no Distrito Federal, entre eles, uma casa no Guará.

Os Pantazis levam uma vida sofisticada na capital federal. Até recentemente, parte da família alugava a mansão no Lago Sul comprada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) em negociação de R$ 23 milhões.

Na foto em destaque, da esquerda para direita, estão Basile Pantazis, Luiz Carlos Penteado De Luca, Alexandre Pantazis e Daniel Cardoso. Todos denunciados pelo MP.

Confira:

Denúncia — Operação Taxa Alta by Metropoles on Scribd


O outro lado
Por meio de nota, a Infosolo disse que “sempre pautou sua atuação pela transparência e rígidos princípios de ética e correção”. “Todos os esclarecimentos, bem como a disponibilização de informações e documentos ao Ministério Público, foram feitos com absoluta tranquilidade diante da plena convicção de que nenhum ato ilegal foi realizado no processo de credenciamento junto ao Detran-PR”, diz trecho do comunicado.

“A denúncia oferecida pelo MPPR traz finalmente a oportunidade de exercer direitos constitucionais de contraditório e ampla defesa, após mais de um ano de investigações e acusações por parte do parquet. A denúncia, contudo, não trouxe fato novo aos que já foram apreciados pela Justiça, com decisões desfavoráveis à acusação. A Infosolo reafirma sua confiança no Poder Judiciário e nas instituições”, acrescentou.

 

Últimas notícias