“Se houver piora da pandemia, vamos tomar providências ainda mais duras”, diz Ibaneis

O governador do Distrito Federal explicou por que decretou fechamento de bares e restaurantes às 23h: "Antes que a situação se agrave"

atualizado 01/12/2020 13:30

Ibaneis Rocha Hugo Barreto/ Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse à coluna Grande Angular, após decretar o fechamento de bares e restaurantes às 23h, que tomou a decisão para evitar a piora da pandemia do novo coronavírus no Distrito Federal.

“Antes que a situação se agrave, resolvi dar este recado para a população, retomando algumas medidas restritivas”, afirmou. Segundo Ibaneis, se as contaminações e mortes aumentarem mais, o governo vai agir: “A qualquer sinal de piora da pandemia aqui no DF, vamos rever as medidas e tomar providências ainda mais duras, se for o caso”.

O decreto que determina o encerramento das atividades nesses estabelecimentos às 23h foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), nesta terça-feira (1º/12).

A decisão de determinar um horário para fechamento dos bares e restaurantes ocorreu após o governador receber relatórios da Secretaria de Saúde que apontam aumento do indicador de contágio. “O índice, que vinha se mantendo na casa de 1, evoluiu para 1.3”, explicou Ibaneis à coluna.

Nos últimos dias, a fiscalização do governo local observou grandes grupos reunidos, o que contraria as recomendações de distanciamento estabelecidas por autoridades. “As ações do DF Legal, no último fim de semana, demonstraram que há muitos pontos de aglomeração na cidade, especialmente concentrados nos bares”, afirmou.

A preocupação se volta para os cidadãos mais novos que, expostos na rua, podem ser infectados e levar o vírus para outras pessoas: “Os profissionais da saúde também nos informaram que houve aumento do contágio entre os jovens, que estão levando o vírus para dentro de casa”.

Últimas notícias