Mãe de Ibaneis, Dona Mercedes sofre acidente em Caldas Novas (GO)

Após se desequilibrar, ela caiu e foi trazida ao Distrito Federal em avião cedido pelo governo de Goiás

Maria Mercedes e Erica RochaMaria Mercedes e Erica Rocha

atualizado 18/07/2019 12:55

A mãe do governador Ibaneis Rocha (MDB) sofreu acidente na tarde dessa quarta-feira (17/07/2019) em condomínio de Caldas Novas (GO), onde a família tem um imóvel. Após escorregar, perdeu o equilíbrio e caiu na área de lazer. Com o tombo, dona Maria Mercedes, de 73 anos, quebrou uma costela. Ela foi levada para um hospital da cidade goiana e, na manhã desta quinta-feira (18/07/2019), transferida para o Distrito Federal de avião.

Reaproximação
Assim que soube do ocorrido, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), prontamente se colocou à disposição para ajudar no que fosse preciso. Ele disponibilizou a UTI aérea do governo do Estado para fazer o translado de Dona Maria Mercedes Rocha.

O gesto sensibilizou Ibaneis Rocha. Ambos vinham se estranhando publicamente desde evento de início do teste do trem que ligará Brasília a Luziânia (GO). Na ocasião, eles tiveram um desentendimento e chegaram a trocar insultos.

“Fiquei muito tocado e agradecido pela atenção e pelo cuidado que Caiado dispensou à minha mãe. Serei sempre grato”, disse Ibaneis. Os dois governadores marcaram um jantar de aproximação nesta sexta-feira (19/07/2019) em Goiânia, capital goiana.

Dona Maria Mercedes está internada no hospital DF Star, da Rede D’or. Segundo as primeiras avaliações médicas, o quadro dela não é grave, mas requer cuidados em função da idade e do histórico de diabetes da paciente.

Após o acidente, Ibaneis cancelou os compromissos oficiais na manhã desta quinta.

SOBRE O AUTOR
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Últimas notícias