Ibaneis: “Chegamos próximo ao pico. Esperamos começar a cair em 11 dias”

O governador disse que o DF está perto de atingir o ápice de mortes por Covid-19 e que, a partir daí, a tendência é de queda

atualizado 08/07/2020 9:14

Governador Ibaneis Rocha fala com a imprensa após receber alta do hospital Rafaela Felicciano/Metrópoles

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, afirmou na noite desta terça-feira (7/7) que o Distrito Federal está próximo de atingir o pico da pandemia de Covid-19 e que o sistema de Saúde segue preparado para lidar com o ápice da doença.

“Chegamos próximo ao pico. E esperamos que o número de mortes comece a diminuir nos próximos 11 dias. Mas a população tem de segurar as pontas. O brasiliense é disciplinado e precisa continuar a usar a máscara, se proteger com o álcool em gel, evitar as aglomerações”, ressaltou o titular do Palácio do Buriti.

Nas últimas 24 horas, o DF registrou recorde de mortes por coronavírus: 38 pessoas se tornaram vítimas fatais da doença.

Apesar da marca, o chefe do Executivo local considera que o histórico de evolução da pandemia no DF é suficientemente seguro para indicar estabilização no avanço do vírus na capital federal.

Na primeira semana de julho, a quantidade de mortes (134) se igualou ao da semana imediatamente anterior (133). Sete dias antes, em meados de junho, 111 pessoas morreram em decorrência de complicações da Covid-19. Nas duas primeiras semanas de junho, houve registro de 46 e 85 óbitos, respectivamente.

Últimas notícias