Delegacias de Ceilândia e Núcleo Bandeirante voltam a funcionar 24h

A partir desta segunda-feira (7/1), as duas importantes DPs serão reabertas em regime de plantão

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 06/01/2019 14:32

A partir desta segunda-feira (7/1), duas importantes delegacias de polícia do Distrito Federal serão reabertas em regime de plantão, portanto funcionando 24 horas, sete dias da semana. Trata-se das unidades de Ceilândia Norte (19ª DP), que abrange o Sol Nascente, e do Núcleo Bandeirante (11ª DP), responsável também pela cobertura do Park Way.

Até hoje, as duas DPs ficavam abertas entre 9h e 19h. Assim como essas, outras 13 também atuavam em horário reduzido, desde setembro de 2016, por falta de estrutura para o atendimento ao público.

“Escolhemos essas duas delegacias porque estão inseridas em regiões estratégicas, com grande densidade populacional e incidência de muitas ocorrências policiais, especialmente em Ceilândia”, informou o diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal, Robson Cândido.

Segundo ele, o governo se dedicará o quanto antes a editar medida que torne possível a contratação extra de policiais de folga e também o regresso de agentes aposentados. No primeiro caso, esses profissionais atuarão na área-fim. Já os policiais aposentados serão alocados em áreas-meio.

Para atender a necessidade do serviço extra que será gerado a partir do funcionamento pleno das unidades, o governo fez remanejamento interno e realocou oito novos policiais para cada uma das delegacias.

A 11ª DP, que na gestão passada era comandada por Robson, agora está sob a chefia do delegado Rafael Bernardino. A 19ª DP será chefiada por Jônatas Silva.

SOBRE O AUTOR
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Últimas notícias