CLDF vai acelerar ritmo de votação para não estender sessões

Intenção é zerar a pauta, com 32 projetos do governo e 96 de parlamentares. Trabalhos no plenário devem ser concluídos até 13 de dezembro

Filipe Cardoso/Esp. para o MetrópolesFilipe Cardoso/Esp. para o Metrópoles

atualizado 19/11/2019 0:00

A Câmara Legislativa (CLDF) vai acelerar o ritmo de votação para não estender os trabalhos no fim de ano. A partir da próxima semana, terça, quarta e quinta-feira serão dias exclusivos para deliberações.

O presidente da Casa, Rafael Prudente (MDB), determinará o cancelamento de audiências públicas e comissões gerais agendadas para esses dias. Normalmente, as votações são feitas só nas terças.

A intenção é zerar a pauta, que conta com 32 projetos do Executivo e 96 dos deputados distritais. Se todos forem a plenário, serão, em média, 14 propostas analisadas por dia.

Mudança nas normas de ocupação do Setor de Indústrias Gráficas (SIG) e construção de seis unidades de pronto atendimento (UPAs) são duas das propostas polêmicas à espera de apreciação.

“Vamos impor um ritmo mais acelerado para não complicar os trabalhos nos últimos dias”, disse Prudente. A decisão foi formalizada nesta segunda-feira (18/11/2019), em reunião no Colégio de Líderes da Casa.

As sessões da Câmara Legislativa vão até 13 de dezembro. Até lá, os deputados ainda precisam votar a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, a qual define as receitas e despesas do governo.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Isadora Teixeira

Formada pelo Centro Universitário Iesb, atua como repórter do Metrópoles desde 2017. Na editoria de Cidades, cobre assuntos políticos relacionados ao Distrito Federal

Últimas notícias