Chance de aumentos que podem dobrar contracheques anima PMs

Representantes da corporação tentam garantir paridade com reajuste da PCDF e trabalham para melhorar salários na reforma da Previdência

policiais militaresMetrópoles

atualizado 10/10/2019 17:56

As declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre sua decisão de vincular eventual reajuste de salários à Polícia Civil a aumento para os militares alvoroçaram as corporações. Os policiais civis ficaram indignados. Sustentam que estão com salários defasados há 10 anos. Já os militares comemoraram o apoio palaciano à causa.

A satisfação tem repercutido muito em grupos de WhatsApp mantidos pelos PMs e bombeiros, principalmente porque há entendimento de que o reajuste possa vir em duas frentes. Uma delas, a paridade anunciada por Bolsonaro: de 37%.

A outra tramita no Congresso, no bojo da reforma da Previdência dos militares. Emenda apresentada pela deputada federal Celina Leão (PP-DF), a de número 20, prevê a equiparação do reajuste dos militares do DF com o das Forças Armadas.

A reforma da Previdência estabelece percentual de recomposição para as Forças Armadas. Estima-se que se os militares do DF tiverem os dois reajustes concomitantemente, os contracheques (contando, inclusive com benefícios, como auxílio-moradia) podem ser melhorados em até 98,53%, a depender da patente. Mesmo nas bases, os aumentos seriam expressivos, da ordem de, pelo menos, 41,19%.

Na primeira etapa, a votação na Câmara dos Deputados, a emenda número 20 foi rejeitada por inconstitucionalidade. Há ainda a possibilidade de que, no Senado, a decisão seja revertida. O senador Izalci Lucas (PSDB), que pleiteia a relatoria da matéria, atua nesse sentido.

O eventual acúmulo das duas medidas (aumento de 37% mais equiparação com as Forças Armadas) é um cenário improvável, justamente pelo impacto que trará em termos financeiros ao Fundo Constitucional do DF.

Não se trata de má-fé dos representantes da categoria. Sem a garantia de reajuste do presidente, que só foi anunciada nesta semana, os militares do DF tentaram assegurar aumento salarial no pacote da reforma da Previdência.

Mas somente a perspectiva dessa possibilidade animou a tropa. Veja mensagens trocadas em alguns dos grupos aos quais a coluna teve acesso.

0
Últimas notícias