Veterinária explica a importância da ração úmida para os gatos

Com cerca de 60 a 90% de água na composição, as rações úmidas ajudam na prevenção de doenças nos rins e fígados dos felinos

istock

atualizado 18/05/2020 11:18

Durante muitos anos, os alimentos úmidos, sachês ou enlatados, foram considerados apenas como petiscos por veterinários e tutores. Além disso, existe a crença de que o consumo do alimento pode vir a fazer mal para os felinos. No entanto, muitos especialistas afirmam que o alimento pode ser um grande aliado na dieta dos gatos.

Um estudo feito pela empresa Mars PetCare, apontou que o interesse dos tutores de gatos pelos alimentos úmidos vem aumentando consideravelmente no Brasil. Com isso, veterinários conseguiram perceber que o alimento úmido oferece uma série de vantagens em relação a ração seca para os gatos, principalmente porque ajuda na ingestão hídrica.

A médica veterinária especialista em felinos, Lina Sanz, mostra que as rações úmidas tem cerca de 60 a 90% de água na composição, o que auxilia na prevenção de problemas de saúde que acometem muitos felinos, como problemas nos rins, fígado e até mesmo na bexiga.

“Os alimentos úmidos fazem com que os gatos consumam mais água, pois muitos felinos não bebem água como deveriam. Então esse tipo de alimentação favorece uma boa saúde do trato urinário dos gatos, pois ajuda a combater essa deficiência de água no organismo deles”, explica.

A veterinária aponta ainda que os gatos não gostam de misturar texturas, logo, o ideal é oferecer o alimento seco separado do úmido, sempre se atentando a tabela nutricional de cada um para não exceder o consumo de calorias. Por isso ela afirma que os tutores devem fornecer o alimento com moderação.

“Gatos são animais exigentes e extremamente curiosos, que exploram e observam o mundo ao seu redor e isso também deve ser refletido em sua alimentação. Por ser feito basicamente de proteína e água, os alimentos úmidos não possuem conservantes, nem aromas artificiais, entregando mais sabor e benefícios aos felinos. Mas esse alimento não deve substituir a água, então deixe sempre água fresca disponível”, aconselha Lina.

Últimas notícias