Arquitetas brasilienses desenvolvem ambientes para animais

Os projetos idealizados visam ao conforto e ao bom convívio entre animais e tutores, zelando pela beleza, bem-estar e saúde de ambos

Reprodução/ArquivoPessoalReprodução/ArquivoPessoal

atualizado 07/10/2019 21:24

O mercado para pets não para, e novas ideias e nichos especializados nos bichinhos estão surgindo cada vez mais. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil a população de gatos e cachorros é maior do que a de crianças.

E pensando nesse crescimento acelerado, um grupo de quatro mulheres arquitetas e designers – Maria Eduarda Moll, Natália Silva, Valéria Brenicci e Patrícia Medeiros – lançou o projeto chamado Casa com Pets, que tem como objetivo desenvolver ambientes de convívio harmônico interespécie, ou seja, confortáveis para humanos e animais.

Segundo a idealizadora Patrícia Medeiros, o conceito surgiu para suprir as necessidades de sua cachorrinha, Helga. O animal sofria com questões ligadas ao ambiente, por ter muita energia e pouco espaço para correr. Além disso, Helga vivia em um apartamento e ficava boa parte do dia sozinha.

“Eu sempre tive muita preocupação com a saúde dela, por isso adaptei minha casa em todos os detalhes, até no piso. Daí surgiu a ideia do Casa com Pets”, explica a designer de interiores.

Com o auxílio das sócias e de uma equipe de veterinários, Patrícia desenvolve projetos residenciais, comerciais e corporativos, levando em consideração que a presença de animais está cada vez mais comum em todos os tipos de ambiente. Além disso, ela buscou realizar cursos para conseguir projetar espaços direcionados às necessidades de cada espécie.

“Hoje, nós nos dedicamos a atender os animais, para que tenham qualidade de vida e estejam livres de acidentes domésticos. Mas vamos além, pois as necessidades dos tutores e da família também devem ser pensadas. É preciso entender que problemas como pelos que grudam em tudo, alturas certas para pulos e brincadeiras, móveis seguros e resistentes também fazem parte do pacote.”

Patrícia ainda dá dicas para os tutores que querem deixar o ambiente mais confortável para o pet. “Sempre lembramos que os gatos gostam de ficar em ambientes altos, então os tutores devem evitar colocar objetos de vidro nesses lugares, por exemplo. Já os cães amam correr, então pisos lisos podem ser perigosos”, sugere.

Serviço
Contato: (61) 98138-4805
Insta: @casacompets
www.casacompets.com

 

SOBRE O AUTOR
Zilá Motta

Graduanda em jornalismo no Centro Universitário Iesb, tem experiências como repórter e social media. Apaixonada pelo mundo pet, está atualmente como estagiária na coluna É o Bicho!

Últimas notícias