Bolsonaro sobre presidência paraguaia do Mercosul: “Só dar golpe”

O chefe do Executivo brasileiro participa da 55ª Cúpula do bloco em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 05/12/2019 16:18

Enviada especial a Bento Gonçalves (RS) – Logo após entregar o comando do Mercosul ao presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, Jair Bolsonaro (sem partido) brincou e disse aos ouvidos do colega que, para continuar presidindo o bloco, era “só dar um golpe”.

Bolsonaro não percebeu que os microfones ainda captavam a fala e aproveitou para fazer uma crítica ao ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que considera ter sido vítima de golpe que o obrigou a renunciar ao governo.

“Quer continuar presidente? Não dá para dar um golpe, não? Tudo quando eles perdem, dizem que é golpe. É impressionante, né?”, disse Bolsonaro ao colega paraguaio.

O mandatário brasileiro participa da 55ª cúpula de líderes do Mercosul, bloco formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

SOBRE O AUTOR
Luciana Lima

Jornalista formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), atua em redações de jornal, rádio, TV e internet desde 1998. Como repórter, trabalha na política nacional, em Brasília, atuando na cobertura das últimas campanhas eleitorais e reportando os fatos políticos e bastidores do Congresso e do Planalto. Também acompanhou acontecimentos internacionais de relevância, como a expansão da política externa brasileira na África e Oriente, o terremoto ocorrido no Haiti em 2010 e visitas presidenciais à Europa e à América Latina.

Últimas notícias