*
 
 

O mundo pode ser dividido entre quem teve a vida transformada por Marie Kondo e quem não teve acesso aos ensinamentos da mestra da organização. Quando liguei o Netflix esses dias e dei de cara com o fato de que, agora, ela tem um programa só dela (como não pensaram nisso antes?), eu quase caí dura no chão. Arrumando com Marie Kondo chegou na hora certa. Ano novo, vida nova e – por que não? – casa finalmente organizada.

Kondo entra no lar das pessoas, ensina e aplica seus métodos e, como já disse no parágrafo acima, muda vidas. Se o livro já enchia nosso coração de esperança, a série deixa o sonho de um dia pôr ordem em nosso caos ainda mais vivo. O famoso “agora vai!”.

Confira aqui as melhores dicas que a gente pode aprender com nossa maga no programa novo:

1. Para que as dicas a seguir funcionem é preciso desconstruir o método KonMari do livro. A arrumação agora é dividida em cinco categorias: roupas, livros, documentos, komono (miscelânea de coisas) e itens sentimentais. E é para obedecer a essa ordem na hora de organizar! Não ouse desobedecer Kondo.

2. Seja grato por o seu lar existir: Kondo ensina seus pupilos a se sentarem no chão, em uma sala de estar ou logo na entrada da casa, e cumprimentar o espaço. Ela pede que os proprietários se juntem para agradecer à casa por fornecer abrigo e um lugar para construir a vida. Agradecer é aprender a valorizar o espaço onde vivemos, e ao valorizar esse local nos tornamos cada vez mais conscientes dos cuidados que devemos ter com a casa.

3. Crie pilhas de objetos que se encaixem em categorias. Esse empilhamento permite que você veja a quantidade de coisas iguais acumuladas, facilitando o processo de desapego. A pilha de objetos de uma mesma categoria é capaz de nos mostrar o que realmente usamos, gostamos e precisamos.

4. Mantenha nas pilhas apenas coisas que, ao serem tocadas, tragam sensação de alegria para você – alegria é tudo para Marie Kondo. A técnica é uma forma de conseguir desapegar sem pensar tanto se vale ou não manter algum item e, assim, esvaziar os espaços. Sem essa etapa, a organização não se completa.

5. Ao finalizar a limpa de cada categoria, levante-se e dê uma andadinha pela casa. A ideia é observar os espaços para decidir qual lugar abrigará melhor esses itens. Tudo deve ter um destino certo, que deverá sempre ser respeitado. É quase uma religião: não ouse socar um sutiã na gaveta que era só para as meias, um pecado no universo de Kondo. Para roupas ainda não penduradas, Kondo descreve seu método preferido: dobrá-las em três e colocá-las lado a lado nas gavetas, em vez de na horizontal. Isso permite que você veja cada camiseta e par de jeans imediatamente ao abrir a gaveta. Ou seja, você não precisará cavar e desdobrar outras coisas para encontrar o que quer.

6. Caixas pequenas podem ser a chave para o sucesso de Marie Kondo. Tudo precisa de um lar, e colocando caixinhas em gavetas você é capaz de criar espaços mais organizados para seus pertences. Isso é particularmente útil na cozinha para utensílios, por exemplo. No entanto, também pode valer a pena manter itens como roupas íntimas, sutiãs e meias organizados em caixas, nas gavetas.

7. Organize itens semelhantes em ordem crescente de tamanho. Isso ajuda você a identificar suas coisas no armário ou na gaveta e facilita a vida quando colocar algo de volta. Metade da batalha de arrumar é manter as coisas assim quando você terminar.



 


NetflixorganizaçãoMarie Kondoarrumaçãoarrumando com marie kondo