Kim Kataguiri quer trégua com PT: “Há debate entre opostos”

Um dos fundadores do MBL, Kim convidou pessoalmente o petista Arlindo Chinaglia para participar de congresso anual do movimento de direita

atualizado 08/10/2019 15:32

Hugo Barreto/Metrópoles

Um dos maiores detratores do Partido dos Trabalhadores (PT), inclusive sendo importante no apoio ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) surpreende a todos ao admitir que foi dele o convite para que o ex-presidente da Câmara dos Deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP) participasse de uma mesa-redonda promovida por nada menos que o Movimento Brasil Livre (MBL).

Kataguiri explica que a intenção de incluir um nome de esquerda ao congresso anual do MBL é “combater a demonização da política mostrando que há debate civilizado entre opostos”. No caso, entre partidos da esquerda e de direita. “Fui eu que sugeri (a participação dele) e fiz o convite pessoalmente”, disse o deputado democrata.

Além da presença de Chinaglia, o congresso do MBL, que acontece em novembro, também convidou para ser um dos componentes da mesa o deputado federal Orlando Silva (PCdoB), ex-ministro dos Esportes nos governos de Lula e Dilma Rousseff. “É importante promover o debate”, emenda Kataguiri.

Últimas notícias