Feliciano defende fim da “bandalheira” de bailes funk

Ação da PM de São Paulo em Paraisópolis deixou 9 pessoas mortas pisoteadas

atualizado 01/12/2019 18:54

Wikipedia Commons/Divulgação

Após os ataques ao Baile da 17, na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, que resultou na morte de 9 pessoas pisoteadas ma madrugada deste domingo (01/12/2019), o deputado Marco Feliciano usou suas redes sociais para pedir o fim dos bailes. Segundo o deputado, que é pastor evangélico, os “moradores honestos” das periferias não aguentam mais a “bandalheira em bailes funk”.

O deputado ainda recomendou ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que tome providências para acabar com os bailes. Feliciano disse que vai propor uma audiência pública sobre o tema.

Moradores honestos da periferia de São Paulo NÃO AGUENTAM MAIS a bandalheira em bailes funk. Recebi denúncias de tráfico de drogas, prática de atos obscenos, prostituição e até pedofilia. O prefeito @brunocovas tem que acabar com isso! Proporei audiência pública sobre o tema!

Últimas notícias