Victor Chaves faz piada sobre ter sido acusado de agredir a ex-mulher

Em vídeo publicado no Youtube, o sertanejo entrevistou a si mesmo e falou sobre polêmicas nas quais se envolveu nos últimos anos

Folha PressFolha Press

atualizado 12/02/2019 9:10

O cantor sertanejo Victor Chaves postou um vídeo em seu canal do YouTube, nessa segunda-feira (11/2), no qual entrevistou a si mesmo e falou sobre as polêmicas que o cercam nos últimos tempos.

No vídeo, ele assume o papel de entrevistador e entrevistado para comentar assuntos como as acusações de agressão à ex-mulher, Poliana Bagatina, enquanto ela estava grávida de seu segundo filho. Victor também citou a treta com o irmão, Leo Chaves, com quem formou a dupla Victor & Leo. De acordo com Leo, os dois brigavam sem parar.

“Senhor Victor, consta que o senhor teria desferido 15 chutes na barriga de uma grávida. A pergunta é: o senhor joga futebol?”, diz Victor ao interpretar o entrevistador. “Jogo de vez em quando, mas nunca consegui acertar um chute”, ele respondeu, rindo.

“Senhor Victor, o senhor foi indiciado por vias de fato, que corresponde a agressão sem deixar marcas, que merda é essa?”, Victor questionou a si mesmo. “É só uma merda, mesmo”, respondeu. Logo em seguida, ele falou do desabafo do irmão, que definiu a relação entre os dois como “briga o tempo todo”.

“Senhor Victor, o senhor teria vivido 27 anos de brigas com seu irmão, Leo Chaves o que o senhor tem a dizer sobre isso?”, perguntou. “Não! Vinte e sete anos foi o tempo de dupla. De briga, são 42! Até aqui”, respondeu Victor, novamente às gargalhadas.

Veja o vídeo de Victor:

Acusações de agressão
Victor Chaves foi acusado de agressão pela ex-mulher, Poliana Bagatini, em fevereiro de 2017. Poliana se dirigiu a uma delegacia da Polícia Civil na manhã do dia 24 de fevereiro e, em seguida, foi encaminhada à Delegacia da Mulher de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Segundo o boletim de ocorrência, o músico jogou a mulher no chão e a agrediu com chutes algumas vezes, enquanto estava grávida. Após a confusão, um segurança do cantor e a irmã dele teriam impedido Poliana de deixar o local, mas uma vizinha escutou os gritos e a ajudou.

Dois dias depois de ir à polícia, em 26 de fevereiro, Poliana divulgou uma carta aberta defendendo o marido e negando que tenha sido agredida. Entretanto, o depoimento foi apagado de sua conta no Instagram. Victor também se pronunciou anteriormente sobre as denúncias.

Últimas notícias