Jessica Alves acusa boate em São Paulo de transfobia: “Fui humilhada”

A loira publicou uma série de vídeos em seu Instagram contando como foi impedida de entrar em um bar com rooftop no bairro Jardins

atualizado 15/01/2022 15:28

Jessica AlvesReprodução

A apresentadora Jessica Alves, que assumiu sua transexualidade em janeiro de 2020, afirma ter sofrido transfobia em uma boate de São Paulo. Ela mora em Londres, na Inglaterra, mas está há quatro meses em São Paulo. A loira publicou uma série de vídeos em seu Instagram contando como foi impedida de entrar em um bar com rooftop que fica no bairro dos Jardins, zona nobre da capital paulistana.

“Estou me sentindo completamente discriminada pela Tetto aqui em São Paulo. É uma casa completamente transfóbica, com pessoas não profissionais. Fui humilhada na entrada da casa. Eu não volto aqui, e não recomendo a ninguém essa casa. Acho que eles não deveria estar operando com essa política”, apontou Alves.

0

A apresentadora ainda disse: “Por isso o Brasil não vai para frente. Depois uma casa como essa fecha, e fica todo mundo desempregado por incompetência de pessoas mal treinadas. Eu não recomendo. A hostess daqui não é profissional, eu não empregaria uma pessoa como ela para trabalhar em nenhuma boate. Não venham aqui, ainda mais se você for uma mulher transgênera”.

Em entrevista à Quem, Jessica explicou que estava acompanhada de uma amiga quando foi impedida de entrar no local, mesmo elas pedindo para falar com o gerente e querendo comprar um camarote. “Ela não deixou a gente entrar, nem pagando. Foi super grossa. Pedi para ela chamar o gerente, e se recusou”, começou Jessica, afirmando que a mulher em questão deixou à entender que pessoas transgênero não entravam no local “para a segurança da casa”.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos

Mais lidas
Últimas notícias