Gloria Maria deixa de pagar mansão e é processada por prefeitura do RJ

O imóvel da jornalista poderá ser penhorado. O condomínio referente à casa também processa Gloria: a dívida é de R$ 40 mil

AgNewsAgNews

atualizado 08/05/2019 18:35

Gloria Maria, de (?) anos, está sendo processada pela prefeitura do Rio de Janeiro. O motivo da briga judicial seria uma dívida de IPTU da mansão da jornalista no Leblon, bairro nobre da cidade. De acordo com Alessandro Lo-Bianco, apresentador do programa A Tarde é Sua, na RedeTV!, Gloria também foi processada pelo condomínio do imóvel.

Conforme o jornalista, a ação judicial referente ao condomínio corre na 21ª Vara Civil, mas Gloria ainda não foi notificada. No programa, Lo-Bianco declarou: “Ela teria parado de pagar as taxas [da casa] desde novembro de 2017 [e agora a dívida está] no valor de R$ 39 mil. Os responsáveis pelo condomínio não querem audiência de conciliação, já que tentaram inúmeras formas de contato com a apresentadora”.

Os responsáveis pelo processo pedem que o juiz determine o valor de R$ 36.500 para que a jornalista consiga quitar o valor acumulado. A ação iniciada pela prefeitura do Rio, contudo, pede penhora da mansão.

Correndo na 12ª Vara da Fazenda Pública, o processo contém informações de que Gloria não paga taxas do imóvel desde 2011. “Ela deixou a casa por volta de 2016, mas até pouco tempo atrás [o imóvel] era cadastrado pela Pessoa Jurídica dela, uma empresa que ela possui. Por mais que ela não more mais lá, recai sobre seu nome”, registrou Lo-Bianco.

O comunicador ainda disse que Gloria não respondeu a tentativas amigáveis de negociação com a prefeitura. “Apesar de a dívida existir desde 2011, algumas ao longo dos anos foram pagas. Ela já foi notificada pelo município do Rio. Há um tempinho ela havia negociado outra dívida de IPTU e quitou, mas acabou sendo gerado novamente depois”, explicou.

Últimas notícias