“Estamos falhando como sociedade”, diz Fátima Bernardes sobre Suzano

Além da apresentadora, diversos famosos se pronunciaram sobre o massacre na escola Professor Raul Brasil

Reprodução/TV GloboReprodução/TV Globo

atualizado 14/03/2019 11:53

Fátima Bernardes usou seu Instagram para se pronunciar, nesta quinta-feira (14/3), sobre o tiroteio ocorrido em Suzano (SP). O massacre, que deixou 10 mortos, incluindo os atiradores, estudantes e funcionários da escola, comoveu o Brasil inteiro, e diversas celebridades deixaram suas homenagens as vítimas.

“Ontem fiquei sem Instagram. Mas não queria deixar de registrar minha solidariedade às famílias e aos amigos das vítimas do massacre na escola Professor Raul Brasil, em Suzano. Precisamos refletir sobre onde estamos falhando como sociedade. Por que temos visto crescer essa onda de violência?”, escreveu a apresentadora do Encontro. Veja o desabafo de Fátima e de outros famosos:

“Falhamos em sociedade quando fechamos os olhos para realidade que está em nossa volta”, lamentou um seguidor da jornalista. “Tenho um tremendo orgulho de você! Temos que olhar e refletir sobre o que está acontecendo, e temos que mudar isso!”, disse mais um. “Sem comentários a esse ato covarde”, escreveu outro.

Além de Fátima, outros famosos lamentaram a tragédia. Revoltadas, celebridades como Paolla Oliveira, Maísa Silva e Pabllo Vittar prestaram homenagens às famílias das vítimas. “Não acredito. Meus sentimentos a todos. Estou orando por Suzano”, comentou Maísa no Twitter. A global Paolla Oliveira fez o mesmo: “Devastadora a notícia do tiroteio em Suzano. Até quando teremos esse tipo de manchete? Meus pêsames, sentimentos e orações a todos os familiares”.

Massacre em Suzano
O episódio culminou na morte de 10 pessoas – incluindo as dos responsáveis pelo massacre, dois jovens que se suicidaram. O ataque ocorreu na escola Raul Brasil, que abriga, segundo o Censo 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 1.051 alunos e 121 funcionários. O colégio fica na região central da cidade. No total, 23 pessoas foram encaminhadas a hospitais.

Últimas notícias